quarta-feira, 18 de março de 2015

Diário da blogueira: Às vezes precisamos falar sobre Política

política
po.lí.ti.ca
sf (gr politiké) 1 Arte ou ciência de governar. 2 Arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados. 3 Aplicação desta arte nos negócios internos da nação (política interna) ou nos negócios externos (política externa).



Este não é um tema recorrente no meu blog. Mas preferi escrever aqui, que é um espaço MEU (e você acessa SE quiser) ao invés de causar no Facebook.

Aos 15 anos eu já tinha lido o Manifesto do Partido Comunista, emprestado de uma querida professora de Geografia. Apesar de não ter compreendido a obra por completo, foi ali que comecei a me interessar e entender mais sobre política. Talvez alguém venha dizer que isso me transformou numa "comunistasinha cubana", mas peço encarecidamente, que leia até o final.

No terceiro ano do colegial eu precisei fazer um TCC e escolhi fazer sobre história (melhor opção para mim na ocasião). E de todas as matérias, era o único com "tema livre" e aos dezesseis anos eu decidi SOZINHA falar sobre o papel da mulher durante a ditadura. Numa escola pública da periferia de São Paulo. Não era feminista, nem partidária. Somente porque não tivemos metade das aulas sobre ditadura que precisávamos. Aliás, necessitávamos. Fui até à USP para consultar os livros sobre o regime militar (porque minha internet era discada e precisava estudar durante a semana), simplesmente para entender melhor o que aconteceu naquele período, que ainda era tão turvo para mim.

A essa idade eu não tinha tantas convicções quanto hoje, mas eu já sabia fazer algo muito importante: questionar os fatos.

Consegui uma bolsa de estudos e entrei na faculdade com 17 anos e foi no primeiro ano que tive como leitura obrigatória livros de teoria da comunicação e história contemporânea, como a Era Dos Extremos, de Eric Hobsbawm. Li também, por causa da faculdade, os livros Notícias do Planalto (que fala sobre a cobertura jornalística do Impeachment do presidente Collor), O que é Democracia, O que é Ditadura, e muitos outros livros, jornais, artigos e reportagens relacionados à história e história política brasileira.

Foi também na faculdade que vi diversos conceitos de Karl Marx sendo explorados. Numa faculdade particular. E não falávamos de comunismo. Falávamos de Teoria da Comunicação e como os indivíduos eram alienados, falando a grosso modo.

Meu último estágio de comunicação foi escrever para o site da UNE (União Nacional dos Estudantes), trabalhei por quase um ano com política e movimento estudantil.

Me formei jornalista e, apesar de todas as pilhas de textos que li e escrevi sobre política, fui trabalhar com beleza, minha real paixão.

Dito tudo isso, posso falar um pouco sobre o que penso sobre o cenário atual da política brasileira.

Fiquei todo esse tempo sem me pronunciar tão somente para não entrar no debate com quem quer que seja. E antes que você pule alguns parágrafos, eu não vou falar abertamente do meu posicionamento, não acho que esse seja o ponto, tanto faz o meu posicionamento quando as pessoas não sabem nem o que estão defendendo.

Vi muitas pessoas do meu convívio assumirem que bateram panelas durante o pronunciamento da presidente no dia 8/03. Vi muitas dessas pessoas postarem em seus Facebooks que eram contra a corrupção e que queriam o Impeachment de Dilma Roussef. Observei milhares de pessoas dizendo que o PT afundou o Brasil. E ouvi ainda que todo brasileiro que usa/usou algum tipo de benefício oferecido pelo governo é folgado, semiletrado e corrupto.

E vi somente pessoas que não sabiam a complexidade do que estavam fazendo e falando. Vi pessoas que nunca pegaram o caderno de política de qualquer jornaleco para se informar. Vi pessoas que sempre trocaram de canal quando o bloco do Jornal Nacional era sobre Brasília. Vi preconceito e desinformação.

Não me veja como generalista, longe de mim, mas uma grande parcela dos novos revoltados do Brasil estava sofrendo de um grande mal da humanidade: memória curta. Vi placas pedindo a intervenção militar. Cheguei a ver até mesmo quem defendesse a volta da Ditadura (que tem diferença, tá?), vi gente acreditando CEGAMENTE que, caso a presidente fosse deposta, o senador Aécio Neves assumiria a presidência do Brasil. Resumindo, vi muita merda. (E não quer dizer que SÓ vi merda).

E tive vontade de perguntar tantas coisas. Como:

Você realmente quer que o vice presidente do Brasil assuma? Vice presidente esse que faz parte do partido que mais aparece na lista de políticos envolvidos no esquema de propina da Petrobrás?

Você realmente acredita que a Dilma é a culpada por todos os problemas que estão acontecendo? Você realmente acha que ela governa tudo isso aqui sozinha?

Você sabe quantos políticos governam o país?

Você é realmente contra a corrupção?

Então porque você não bateu panelas para o Mensalão Mineiro? Para o caso Alstom? Para o aeroporto particular construído com dinheiro público? Para o estado do Maranhão que foi assolado por uma única família há tantos anos? Para a falta de investimentos no sistema de distribuição da água, principalmente em SP? Para os casos de prefeitos roubando dinheiro das escolas públicas no sertão? Para candidatos corruptos comprando votos com o dinheiro do arroz e feijão antes das eleições de 2014?

Você tem certeza que essa revolta crescente dentro de você é insatisfação com o que os engravatados de Brasília fizeram com o nosso país? Ou só é pirraça? Ser do contra? Achar que que está fazendo a diferença no mundo?

Você tem real consciência daquilo que está falando?

Não acho errado ir para rua protestar por um país melhor. Acho errado fazer parte de uma massa acéfala, que pensa pela cabeça dos outros. Que vai na onda da festa, que acha que por estar lá, no meio de milhares de pessoas, tá fazendo a diferença no mundo.

Pessoas lutaram anos atrás, durante o regime militar, para que pudéssemos colocar nossas caras em nossas varandas gourmets e batermos nossas panelas até mesmo para a maior autoridade do país. Antes, de 1964 a 1985, quem fizesse isso era chamado de traidor e tinha dois destinos: ser exilado ou torturado (e muitas vezes morto). Agradeça por ter liberdade para isso. Agradeça por poder dizer o que pensa.

Você pode, e deve, protestar diariamente por aquilo que acredita. Mas não seja um ser alienado.

Não adianta ir para a rua no domingo pedir um país melhor e na segunda fechar os olhos para a política mais uma vez. É preciso um pouco mais de coerência, obrigada. E não venha cometer crime de ódio disfarçado de revolta e manifestação. Nunca xingue uma mulher de VACA por sua incompetência. Não xingue de "petralha" ou de "elite branca" quem pensa diferente de você. Vivemos numa democracia, não num grande campeonato da Libertadores, precisamos da coerência e da sanidade quando vamos fazer política. Não é porque não penso igual à você que automaticamente sou sua inimiga.

Eu só li o MPC na adolescência porque eu aprendi a questionar tudo aquilo que me apresentavam. Eu só fiz um TCC sobre a ditadura porque eu queria entender melhor esse período da história. Eu fiz faculdade de jornalismo e aprendi que questionar era primordial para a vida de qualquer pessoa. Questionar e observar.

E foi dessa forma que eu aprendi a decidir por mim. Escolher minhas próprias lutas. Defender meus pontos. Ter argumentos e preparo. E, mesmo trabalhando com beleza diariamente, eu abro a editoria de política para saber o que está acontecendo com o meu país. E se alguém me mandar bater panelas, eu o mandarei à merda, pois bato panelas quando eu bem entender.

Sou paulistana, cresci em um dos bairros mais perigosos de SP, estudei em escola pública e fiz faculdade com uma bolsa do PROUNI, conquistada com a minha nota no ENEM, há sete anos.  Hoje pago todas as minhas contas e impostos com o suor do meu trabalho.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Tutorial: Maquiagem Acordei Assim, Tô Linda!

Apesar de ter ficado o final de semana de molho, não ficaremos sem post nesta segunda-feira!

Preparei um tutorial bem simples e explicadinho com uma maquiagem daquelas "acordei assim, tô linda!" para todo mundo que quer ficar com uma aparência mais descansada durante a semana, mas não gosta de pesar a mão e parecer que está maquiada!


Dá para assistir em HD e a qualidade fica beeem melhor!


Produtos usados:
Manteiga Hidratante Granado
Base Avon Extra Lasting, cor Bronze
Corretivo Mary Kay, cor Yellow
Corretivo quem disse, berenice?, cor #32
Pó Compacto Make Up For Ever Profinish, cor #128
Pó Bronzer Eudora, cor Bronze Splendor
Benetint, Benefit
Sombra quem disse, berenice?, cores begex e marroné
Máscara para cílios Eudora, Maximize Your Lashes - Turbo 5.0
Gloss Avon, cor Incolor
Iluminador quem disse, berenice?, cor ourex


Espero que tenham gostado! <3

quinta-feira, 5 de março de 2015

#ApêDosLindos: Meus móveis

Depois de mostrar os meus móveis planejados, gravei um vídeo para mostrar os móveis que comprei para o Apê. Comprei nas Lojas Mobly, Tok Stok e KingStar Colchões, mas infelizmente não me lembro do nome da loja que comprei a cadeira da penteadeira.

Contei no vídeo um pouquinho sobre os valores dos móveis e a escolha de cada um. Espero que gostem!!



Se quiserem uma dica para comprar os móveis de vocês, é como eu disse no vídeo, tenham definido um layout para o apartamento (ou casa) e dentro desse layout defina as cores e estilos que mais combinam com sua personalidade. Inicialmente, o Th desenhou a planta baixa no AutoCAD e aí fomos colocando tudo que queríamos: o rack azul, sofá roxo, mesa branca, sofá cama cinza, armário em L.

Depois, na prática, mudamos algumas coisas: na varanda desistimos da mesa de apoio e optamos por uma mesinha e duas cadeirinhas, no quarto de casal, resolvemos deixar a cama encostada na parede, no quarto da penteadeira desistimos dos puffs, e o direcionamento do piso não ficou na direção horizontal, optamos pela versão em diagonal, para ampliar os ambientes.

Mesmo mudando algumas coisas, sabíamos o que comprar e mais também uma paleta de cores para seguir. E foi pensando nessas cores que fizemos a composição dos nossos móveis, ou seja, dentro dessa seleção, mesmo com cores tão vivas, os móveis combinariam entre si! Elas meio que estão servindo para tudo no apartamento, então sempre que penso em algum item de cozinha, ou decoração, vejo se tem essas cores ou se combina com alguma delas!


Essas são algumas maneiras de conseguir combinar os móveis entre si e criar uma personalidade para a sua casinha sem gastar muito, nem comprar coisas demais. Sempre que alguém visita nosso apartamento, rolam comentários sobre como soubemos aproveitar o espaço e deixar um lugar pequeno tão espaçoso e bem planejado. E isso é resultado de poucos móveis que são práticos e bem encaixados no espaço que temos.

Espero que as dicas ajudem vocês!!


quarta-feira, 4 de março de 2015

Diário de Viagem: Pousada Samambaia - Trancoso - BA

Estou para crer que o Th e eu temos um dedo muito bom para pousadas. Nos lugares que costumamos ficar quando viajamos, seja para lugares longes, ou até mesmo no litoral e interior paulistas, sempre dá tudo certo e, na maioria das vezes, dá vontade de colocar o pessoal da pousada na mala e trazer junto para casa.


Quando começamos a insana busca por pousadas em Trancoso UMA semana antes de viajar, cheguei a ligar em vários lugares que: ou não tinham vagas, ou eram absurdamente caros (tipo R$300 a diária), e como a gente já tinha diversas dívidas do apartamento, não dava para ficar 7 dias numa pousada cara, que nem tinha piscina. E foi na luta de pesquisar vááários sites e ligar em váááários lugares que eu encontrei a Pousada Samambaia. Tinha um anúncio com uma promoção e dizia "últimos quartos disponíveis".

Eu meio que surtei e liguei correndo para ver se ainda tinha vagas e se a promoção estava válida. Quem me atendeu foi o Luciano que, ouso dizer, é um dos caras mais legais que já conheci nas minhas viagens até aqui. Expliquei minha necessidade e ele disse "Temos um último quarto para esse período que você quer" (com um sotaque engraçado) e na mesma hora eu disse "Eu fico com o quarto, pode reservar!!!"  o mais legal foi a reação dele: "Olha Só Vivian, fiquei feliz agora, reservado".

Fiz o depósito (eles pedem 50% de sinal) e fomos para a Bahia. Chegamos lá antes do horário de check-in e achamos que teríamos que ficar na área comum ou andar por Trancoso enquanto não chegasse a hora, porém assim que entramos na Pousada a Ju e a Suzy (a cachorra mais LINDA DA BAHIA), nos receberam de braços abertos e nos acomodaram no nosso quarto (sim, a cachorra ajuda kkkk rodeando quem chega e dá bola para ela). Como chegamos umas 7 da manhã, tiramos um cochilo até umas 9:30 e quando levantamos, tinha um café da manhã lindo nos esperando. Detalhe: chegamos numa segunda-feira e os outros hóspedes só chegariam na quarta-feira, então estávamos "sozinhos" na pousada.

E foi aí que conhecemos os donos, Luciano e Gáston, irmãos argentinos que vieram conhecer a Bahia há anos e decidiram ficar. O que mais gostei, além do fato de ser um lugar mega charmoso, confortável e agradável, foi o atendimento deles, sempre interessados, conversadores (até brinquei que eram os argentinos mais brasileiros que eu conhecia, de tão simpáticos), amigos mesmo.

Toda a nossa estadia foi agradável. As meninas iam no quarto todos os dias arrumá-lo e deixavam tudo impecável. Até a minha baguncinha em cima da cama e meus cosméticos em cima da pia. Ficamos com um quarto no andar superior e tem ventilador, ar condicionado, TV à cabo e wifi. Além de um frigobar no quarto e uma ducha ótima! Com certeza a Pousada Samambaia é pousada com qualidade de hotel.

Lá eles não servem refeições diariamente, mas se você quiser beber e comer algo, eles aprontam e é tudo com gostinho de feito em casa. E o preço é BEM acessível. Quando liguei para eles, o pacote especial citado no site era para cinco noites, mas ele fez uma promoção para mim baseado nos sete dias que resolvemos ficar por lá. Saiu por R$1150, se não me engano. Dei uma olhadinha nos preços e provavelmente eles atualizaram os valores, porém ainda sim continuam acessíveis, principalmente se comparados a outras pousadas que nem piscina têm.

Além de sentar para conversar com a gente, eles davam dicas, contavam curiosidades e tivemos uma situação que me disse muito sobre o Luciano, em particular, na noite de sábado fomos à Pizzaria Bem Te Vi para jantar e ele estava com a família e amigos e antes mesmo que pudéssemos sentar discretamente numa mesinha, ele nos chamou e apresentou para esposa, filhas e amigos. Claro que depois fomos para a nossa mesa, mas foi muito atencioso da parte dele abrir a intimidade deles dessa forma, afinal éramos estranhos. Mas não, depois entendi, acho que todo hóspede que eles recebem é como se fosse um amigo ficando na casa deles e por isso que são tão legais e receptivos. Gente fina mesmo!

Eu sei que existem muitas outras pousadas e hotéis em Trancoso, mas sem sombra de dúvidas eu voltaria para me hospedar na Samambaia. Não basta ser somente um lugar para ficar durante a viagem, se é possível ser mais, é isso que eu vou querer.

terça-feira, 3 de março de 2015

Pitada de Beleza: Batons Siren e Raven do blog Pausa Para Feminices

Se você não é de acompanhar muitos blogs e lê o Pitada porque é minha amiga/mãe/tia, vou te contar que você PRECISA conhecer o blog Pausa Para Feminices, da Bruna Tavares. Na minha opinião, um dos melhores blogs da internet e o melhor de beleza, pelo simples fato de que ela é muito fiel ao próprio tema, aos objetivos e ideais. Conheço a Bruna pelo meu trabalho em agência de comunicação e acompanho seu trabalho de perto há um bom tempo.

Bom, dito isso, posso falar da resenha de hoje! A Tracta, que é uma marca de cosméticos bem antiga já, há uns 3 anos (ou pouco mais) firmou uma bela parceria com diversas blogueiras e desenvolveu batons com elas e a Bruna estava no meio, mas ela se deu tão bem com a marca e as leitoras tiveram um retorno tão receptivo, que a linha dela dentro da Tracta foi crescendo até virar o que é hoje: tem paleta de corretivos, paleta de sombras, vários batons lindos, sombras soltas/pigmentos, gel para sobrancelhas, kit para marcação no rosto. Tudo de muita qualidade e bom gosto.

Desde o ano passado eu já ensaiava comprar alguns itens da coleção dela, mas sempre (sempre mesmo), acabava não fechando a compra nem sei porquê. Até que criei vergonha na cara e encomendei alguns itens no finalzinho de janeiro e surtei quando recebi a caixinha. É tudo muito lindo, cheio de detalhes e de qualidade indescritível!! Como tem frete, acabei pedindo várias coisinhas para valer à pena, mas ainda sim não foi muito caro, então valeu super à pena.

Agora vamos aos batons? A Bru já desenvolveu 17 batons com a marca (um lança amanhã, dia 04/03 e um foi a filha dela que criou, uma fofa!) e existem opções para todos os gostos: tem rosa, nude, coralzinho, roxo, lilás. Encomendei, por enquanto, dois: o Raven e o Siren.

O Raven é um tom de roxo vivo com o fundo azulado, por isso que ele é tão roxo e nem um pouco puxado para o vinho, daqueles que param o trânsito de tão incomum. Ele lembra o Heroine da Mac e o FruFru da Dailus. Ele é tão diferente e bonito que eu fico hipnotizada quando olho para ele, é um batom para ousadas. O acabamento dele é matte e lembra muito os retrô matte da MAC, não sei se outras pessoas também acham, mas ele é até um pouco difícil de aplicar e dura horrores dos lábios. Ficou DIVINO! Vejam as fotos:




O Siren é aquele tipo de batom que você vai querer acordar usando. Ele também é matte e gruda nos lábios o dia inteiro. É um nude rosado humano, que combina com absolutamente todos os tons de pele e é elegante sabe? Não muito bege, não muito rosa, na medida certa. Acho que esse foi o tom mais acertado da história dos batons que servem para todos os tons de pele. É muito lindo mesmo, coisa fina, ainda mais com a embalagem preta e dourada. Ficou de muito bom gosto.



Cada um deles custou R$24,29 e atualmente são vendidos somente no site da Tracta, porém a Bru postou esses dias falando que agora eles estão tentando conseguir parceiros para venderem os produtos em lojas físicas, então todos cruzando os dedinhos para que isso se concretize, né?

O único ponto negativo é que eu não comprei mais cores, pois agora quero outras! Bruna, você ARRASA sempre!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...