segunda-feira, 23 de junho de 2014

Crônicas de guarda roupas: sapato da preguiça

Acho que todo mundo tem, teve ou vai ter um sapato da preguiça. Sapato da preguiça a gente não define qual vai ser. Não bate o olho na vitrine e pensa "esse vai ser o sapato que eu vou usar quase todos os dias pelos próximos três meses por pura preguiça e praticidade".


O legal do sapato da preguiça (vamos chamar de SDP para facilitar) é que algum dos milhares de pares de calçados do seu armário vai brotar nos seus pés de maneira misteriosa e por ali vai ficar durante um bom tempo.

Um SDP pode ser um par que já esteja na sua sapateira há tempos, ou aquela botinha "temqueter" da tendência que você comprou e parcelou em suaves prestações. Não! Veja bem, não estou falando aqui sobre os sapatos da modinha que compramos, usamos por um mês direto porque é trend e quando as moças todas começam a usar a gente para. Não!!! Estou falando daquele coturno surrado, daquela sapatilha confortável, daquele tênis sujo, que a gente deixa do lado da cama e praticamente escorrega para dentro dele quando acorda e vai se arrumar!

Aquele que todos os seus colegas de trabalho já conhecem e já sacaram que é seu SDP, afinal você usa ele pelo menos 3 vezes na semana. Esse sapato, meus caros amigos, não somos nós que escolhemos. Na verdade ouso dizer que somos escolhidos por eles.

Passam-se meses e abrem-se buracos no solado. Partes se descolam. O encardido não sai mais por completo, nem com reza braba. Quando você começa a consertar um sapato e precisa fazer mais de uma vez é porque ele é um SDP! E não tem problema, todo mundo tem um.

O melhor é que depois que um SDP acaba, outro aparece. O que reforça minha tese: somos escolhidos a dedo. Aliás, à palmilha!

Look: Rachel Berry

A gente tem sempre um personagem icônico. Na verdade, muitos deles, mas sempre tem aquele que amamos com um carinho especial. Nem sei se já falei por aqui no blog sobre meu amor por Glee e como a personagem Rachel Berry é incrível (pelo menos para mim, rsrsrs), mas quem me conhece bem de pertinho sabe que eu A-M-O com todas as forças!

Eu sempre achei o estilo da RB fofo, mas nunca tentei reproduzir, até porque eu não tenho muitas peças de roupas que se parecem com ela, mas nesse dia eu acordei no intuito de usar esse meu cardigã novo e queria usar com saia. Foi um dos looks mais difíceis de sair, pois não tenho camisas e não estava ornando a minha combinação.

Decidi que queria usar, além do cardigã, minha meia 3/4, para facilitar. Então precisava encontrar uma camiseta e uma saia que ornassem e não foi fácil! Descobri que 85% do meu armário é composto por roupas estilo mendigo-moderno-despojado-boho-aloca e que não está sendo fácil ser fofa por aqui. Por fim, alguns minutos atrasada, consegui isso:




Usei meu coletinho jeans por baixo, para deixar a golinha para fora e assim ficar com o estilo fodo nerd de Rachel Berry e usei meu creeper velho de guerra para fechar o look, que já foi tão difícil de montar! Eu gostei do resultado, no geral, ficou diferente de tudo que eu costumo propor para os meus looks do dia! Nesse dia ainda não estava fazendo um frio tão chatinho, então quando me deu calor, tirei o cardigã e virei a RB Piriguete, porque né, com a blusinha amarrada na cintura, só sendo muito piriguete para rodar assim na firma, HAHAHAHAHAHAHAHA


E vocês, gostaram do look?

Creeper R$100 | Meia calça Trifil R$20 | Saia Ebay R$7 | Colete C&A R$50 | Cardigã C&A R$60 | Bolsa Renner R$80
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...