domingo, 7 de dezembro de 2014

Diário de Viagem: Trancoso - Bahia - Transporte e Alimentação

Quando resolvemos viajar para Trancoso não sabíamos absolutamente nada sobre o lugar, se era caro, se tinha passeio, se era muito longe da civilização (e não li absolutamente nenhum relato sobre o lugar). Só pegamos duas mochilas e fomos com a cara e a coragem. Assumo que Trancoso não é o lugar mais barato do mundo, acho que porque tem muitas lojas de designers e decoração, além de uma Osklen, Carmim e em breve uma Água de Coco, o lugar ficou um pouco mais hypado. (Bey, um beijo, sei que você ama a nossa Bahia <3)


Mesmo tendo uns lugares caros, ainda sim dá para visitar se a grana estiver curta, mas vamos por partes! Em primeiro lugar, quero falar sobre o transporte, como citei no primeiro post, Trancoso é um município de Porto Seguro e fica há 50 km de distância do aeroporto. Como seria preciso se locomover até a cidade, pesquisei algumas empresas que fizessem o transfer e encontrei a Taxi Service, que tem preço fechado para várias cidades da região e cobra R$150,00 para levar até 4 pessoas para Trancoso.

Se fôssemos em quatro valeria muito mais à pena, mas mesmo sendo somente nós dois, valeu à pena. Mais uma vez viajamos de madrugada, chegamos em Porto umas 2:30 e combinamos do taxista nos pegar umas 6h, porque não sabíamos que podíamos chegar na pousada em qualquer horário! Enfim, eles foram super pontuais, tanto na ida, quanto na volta e os carros são novinhos, confortáveis. Os dois que nos pegaram eram Doblôs, aqueles carros "van", e tinham ar condicionado! Mesmo com um valor mais elevado, achamos que valeu à pena pelo conforto e exclusividade.

Em Trancoso descobrimos que tem ônibus e perua para todos os lados. HAHAHAHAHA Mas não é como em SP, acho que a gente reclama demais do nosso transporte, mas é muito diferente dos outros estados e bem melhor. Existem várias lotações que vão até a balsa (que eu não cheguei a ver) e até Porto. Dependendo de quanto você tem no bolso, pode ser uma opção. Tem uma empresa de ônibus na cidade, a Aviação Aguia Azul, e eles também têm ônibus que fazem o trajeto de Porto para Trancoso, mas não sei bem os horários, só sei que é na casa dos R$15 reais. Acho que se você tiver horários mais comerciais que os meus, você vai se dar bem! HAHAHAHAHAHA

Além disso, pegamos lotação para vários lugares. O preço é baixo para quem está viajando, de R$8 a R$15 reais, dependendo do seu destino, e eles são bem legais, ajudam, informam, tiram dúvidas. Como é a Associação de Taxistas de Trancoso que faz esse trabalho de lotaçao, eles são bem flexíveis. Vale ficar de olho para não pagar muito caro para visitar um lugar que você pode conhecer de van! O único problema é que as vans circulam até às 18h, então se tiver planos de ficar até mais tarde em algum dos seus destinos se prepare para pegar um taxi ou então procure uma pousadinha. Nós conseguimos voltar sempre no horário para Trancoso, somos aventureiros mas nem tanto hahahahahaha

No decorrer dos posts sobre meus passeios, aproveito para falar um pouco mais sobre o transporte na cidade.


Vou aproveitar esse post para falar também sobre a alimentação em Trancoso. Não sei ainda se cheguei a fazer fotos de todos os restaurantes que fui, mas quero falar do que vi e experimentei lá! Diferente de Jericoacoara, Trancoso é bem maior e com muitas opções. Os restaurantes são variados e  muitas opções estão disponíveis. No Quadrado, centro histórico da cidade, estão os restaurantes mais charmosos e mais caros. Uma média de R$100 a R$150 o prato para duas pessoas. Alguns até mais caros, senti isso lá, é uma cidade turística para ricos frequentarem também. Não que algumas outras eles não frequentem, mas sabe quando você eleva o nível do lugar para pessoas mais ricas gastarem mais dinheiro? É o que senti lá no Quadrado.

Para a alegria geral da nação, existem opções acessíveis, como a Tapioca e Acarajé da Elma, que fica de terça a domingo na entrada do Quadrado vendendo a tapioca mais incrível e divina que eu já comi na vida por apenas R$8 reais e tem um monte de opções, doces, salgadas, vegetarianas, tradicionais, gourmets. Um amor em forma de comida. Eu não sou chegada em acarajé, mas o TH comeu e aprovou e ele é bom de garfo, então eu acredito que era bom.

Tem vários restaurantes que servem comida refinada, um peixe, uma picanha bem feitos, mas tem também pizzaria, vi um restaurante peruano na parte da cidade que não é tão turística, tem de tudo um pouco. E tem opções baratas e gostosas, tipo um restaurante que fomos em nosso último dia em Trancoso. Aliás, ainda estou chateada com isso, porque a comida era realmente muito boa. Acho que ele se chama Aconchego e ele fica na rua principal, chegando na Pracinha, é por quilo e vimos que ele era bastante frequentado por nativos, mas é aquela comida com gosto de casa e com gosto de Brasil, temperada, quente, saborosa. Digam o que quiserem, mas comida brasileira BOA é comida temperada e saborosa. Lá meu prato saiu por R$13 reais e eu comi de tudo um pouco. O do TH deu quase R$20, mas ele comeu bastante hahahahahahahaha Muito barato. Pedimos uma Coca KS (de garrafa de vidro) de 1 litro e se nosso almoço deu R$35 reais foi muito. Acho que em nenhum outro dia estávamos no centrinho na hora do almoço, então me perdoo por não ter comido lá mais vezes (meu bolso agradeceria).

Na parte "não turística" de Trancoso, que é onde os nativos moram e passam o seu tempo livre, tem muitas outras opções, churrascarias, pastelarias, padarias, mercadinhos, farmácias. De tudo. Se você quiser ver um pouquinho sobre as pessoas que moram lá, é só dar uma volta na praça. É aquele tipo de bagunça e caos que eu estou acostumada e não me incomoda, gente conversando na praça, um churrasquinho de gato rolando num canto, um carro tocando música alta, gente trabalhando para a cidade e não para o turismo, foi legal sair do circuito e ir ver um pouco mais do bairro. 

Então, opção é o que não falta!! Ah!! E tem o sorvete do Washington!!! Ele fica vendendo sorvete no mirante de Trancoso, todos os dias pela manhã, quando muitos turistas que estão hospedados em Arraial ou Porto vão até a cidade para um passeio rápido, o sorveteiro é super gente fina, amigo, receptivo, conversador! Eu disse que faria propaganda dele aqui, então se você for até o mirante de Trancoso numa manhã e resolver tomar um sorvete de açaí com banana (salivei só de lembrar), digam que ouviram falar bem dele, pois o cara merece todas as estrelas do mundo!!!

Acho que o post ficou longo, então vou ver se faço um outro falando sobre os restaurantes que fomos e minhas impressões sobre eles!! Vai ficar melhor e aproveito para dar notas!!

Como esses posts atraem pessoas que estão planejando viagens, aqui vão alguns valores: Passagens - Gol = R$1600 ida e volta (salgado, mas fechamos uma semana antes e foi o mais barato que encontramos), transfer R$300 ida e volta (chegamos a perguntar para taxistas locais quanto eles cobravam para nos levar para Porto e disseram na casa de R$180 a R$200, então fiquei feliz com o preço da empresa que contratei). Hospedagem R$1140 por sete dias. Saldo: R$3040!

Conto mais nos próximos posts!! 

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...