terça-feira, 30 de setembro de 2014

#ApêDosLindos: Iluminação e elétrica

Olá!
Trouxe mais um post sobre a reforma do meu apartamento!! Hoje vou contar mais um pouco sobre a parte de iluminação e elétrica, então gravei um vídeo falando um pouco sobre a nossa decisão em fazer o forro rebaixado e as mudanças básicas que fizemos na parte elétrica, é só clicar no play!


Bom, como disse no vídeo, acabamos comprando todas as luminárias e spots na Santa Ifigênia. Para quem é de SP, já é figurinha carimbada do centro da cidade, porém até então eu achava que lá só vendia coisas de video-game e eletrônicos, mas descobrimos que lá também tem muitas lojas de iluminação e elétrica. Parte dos materiais que compramos para as instalações, meu sogro encomendou online, mas o restante compramos tudo lá! E vou mostrar um pouco para vocês.

No banheiro mandamos instalar, além do ponto central, dois spots acima do lavatório, para ficar bonito e mais iluminado perto do espelho! Esses spots com lâmpadas de LED de embutir compramos na loja Elétrica Leal, quem nos atendeu foi o Naldo e ele foi muito atencioso conosco. Cada um desses spots custava R$16 com a lâmpada, então valeu suuuper à pena, compramos 10 ao todo, dois para o banheiro e 8 para a sala. Esse spot é considerado o mais simples, porém nós não queríamos nada muito requintado mesmo.

Já o plafon redondo de embutir vai com uma lâmpada só e nós compramos em outra loja, a Sergon. Foi nessa loja que compramos a maioria das luminárias e foi a que mais gostamos, por preço, opções, atendimento, espaço. A loja é bem espaçosa e boa de andar, eles servem maçãs e pipoquinhas, achei fofo! HAHAHAHAHAHA #ConquistadaPelaComida mas o legal mesmo é diversidade da loja. Ah! O plafon foi R$41,00.


O pendente para o quarto foi o que mais demoramos para decidir. Acontece que não sabíamos o que queríamos, já que o quarto foi o cômodo que menos nos empenhamos, então decidimos que deveria ser algo bonito, diferente e mais pomposo, pois só vai ter a cama e o armário. Ela estava em promoção, por R$61,00 e ela leva apenas uma lâmpada, mas parece uma lua cheia, acho que ficou lúdica e bonita. Gostaram? O único problema é fotografar luminária, elas ficam escuras hahahahahahaha


Nosso apê tem dois quartos, um vai ser o de casal e o outro vai ser um ambiente muito legal que pensamos e vou deixar para falar mais sobre ele quando estiver pronto, mas vai ser o lugar mais legal da casa, hahahahaha Então apostamos numa luminária com três spots, bem moderninha, com essa cara de "estúdio de fotografia", ela custou R$96.


Também na Sergon compramos as luminárias da sala! O plafon de embutir que fica em cima da sala de jantar foi o melhor achado de todos! Ele custou R$87 reais, mas custava R$145 na concorrente. Gente, são quase cinquenta reais de diferença, e isso no final conta muito! Ah, ele tem bocal para três lâmpadas! Como economizamos no plafon, pudemos escolher uma luminária mais legal. A ideia era comprar um pendente central, mas não gostamos de nenhum então passamos a olhar os plafons e luminárias de sobrepor e nos apaixonamos pela luminária rosquinha (que na verdade é sushi), e ela foi nossa escolhida. Custou R$303,00 e quem nos atendeu lá da primeira vez foi o Wellington e ele é bem atencioso e legal.

Sem querer acertamos em cheio, pois ela ficou linda com os pendentes amarelos que mandamos instalar para ficar em cima da mesa de jantar! Eles foram super baratinhos, R$41 reais cada um. No caso dos pendentes, escolhemos lâmpadas de led amarelas, para dar um charme para essa casa de luzes frias!


Ainda faltava pensar em algo para a cozinha e área de serviço e encontramos na Andra, que é outra loja grande da Santa Ifigênia. Queríamos essa luminária com três spots e encontramos a unitária, então resolvemos levar combinandinho, para manter um padrão. A unitária foi uns R$35 reais e a grande foi R$92. Para vocês terem noção da discrepância dos valores entre as lojas do centro de SP, com as lojas de construção, como Telhanorte, Leroy e afins, a mesma luminária com três spots estava custando R$170,00 na Telhanorte. Mesma marca, modelo, cor.



Óbvio que ir até o centro de SP é bem cansativo, precisa chegar cedo, ter paciência, ir em várias lojas. Mas se você valoriza o seu dinheirinho e está fazendo várias coisas ao mesmo tempo na sua reforma, vale à pena dar uma olhada. Os fornecedores das lojas são basicamente os mesmos, o que muda mesmo é quem oferece o melhor preço. E lá tem de tudo, até aqueles mega elegantes e caros, de milhares de reais, mas com certeza são milhares de reais mais baratos do que nos lugares da modinha.

Gastamos uma grana inesperada com a parte de iluminação, mas achei que valeu cada centavo e além disso, o apê ficou com mais cara ainda de nosso. Nada do que fizemos é o que você encontra nos decorados da vida e é tudo a nossa cara, então eu defendo muito que a gente tem que saber exatamente o que estão fazendo em nossa casinha, afinal estamos pagando e não podemos odiar algo antes mesmo de nos mudarmos! E aí, o que acharam??

Serviço:

Eletrica Leal
Rua Santa Efigênia, 710 - Sta. Efigênia
01207-000 - São Paulo - SP

Sergon Codimel
Rua Santa Efigênia, 411
11 3223-6000
atendimento@sergon.com.br


Andra Materiais Elétricos
Rua Santa Ifigênia, 625
Centro - São Paulo - SP

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Look do dia: punk boho animal print divertido

Tem rolado uma displicência com meus looks e com o blog nesse aspecto. Confesso que ando meio numa fase ruim nessa área da minha vida. Falta criatividade na hora de ser vestir (até agora não me conformo com o look que usei hoje!), falta pique para fotografar na hora que chego em casa.

Mas, mesmo nesse momento de preguiça fashion, eu venho tentando criar mais na hora de me vestir. Nos dias em que me arrumo com gosto, me sinto bem comigo mesma.

Bom, considerando isso, resolvi dar uma melhorada isso ai e escolhi começar o look pela meia calça e pela bermuda assimétrica de onça! Adoro misturar peças de onça com t-shirts divertidas, acho que tira a pegada "mulherão" e dá um ar mais descontraído, porém não estava um tempo muito firme e eu ODEIO passar frio, então escolhi jogar o tricô para usar por baixo da jaquetinha bomber.



Como apostei na mistura, fui de creeper e de bolsa de franja, opostos que se atraem muito no meu armário! Um é totalmente punk rock e o outro é boho, essa coisa meio hippie, mas que se complementam super bem! Daí na hora que me deu calor, o look ficou finalmente da forma que eu queria:




Sente o cabelo desarrumado! HAHAHAHAHA Gente, comprar essa jaquetinha foi a melhor coisa que fiz na vida. Ela vai com simplesmente tudo que tem no meu guarda-roupas e ela é no tamanho perfeito para o meu corpo. O tipo de investimento inteligente!

Agora vamos aguardar o próximo look criativo dessa blogueira que vos fala!

Creeper Spot Shoes R$30 | Meia Calça Lupo fio 60 R$20 | Skort Eskala R$15 | TShirt c&a R$30 | Jaqueta Bomber Youcom R$159 | Tricô Bom Retiro R$35 | Bolsa de Franjas Renner R$100

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Crônicas de Guarda Roupa: A papete, o tênis iate, a calça flare

Todo dia na moda algo é resgatado. Hoje, resgatar modinhas dos anos 80 e 90 já virou uma modinha. Inclusive isso já veio em forma de novela temática na Globo, com a Boogie Oogie. A reinvenção da moda a cada estação é um fenômeno, as ideias se renovam, as referências vão cada vez mais distante e nem sempre as tendências são vanguardistas ou futurísticas.


Nas últimas semanas (aka, semanas de moda também), notei que os principais portais e blogs sobre o assunto pipocaram algumas das grandes promessas de street style para a próxima estação e uma delas veio com o nome de “Birkenstock”, ou chinelinho de velha, como você preferir. Aliás, já tem um que é MUST HAVE, o da Adidas.

Os chinelinhos de velha ganharam um nome poderoso e grifes hypadas, deixaram de ser algo  para ignorar, desprezar e odiar. Não sei aqui quantos vão se lembrar, mas essas mesmas sandálias “breguinhas” viveram o seu auge não muito tempo atrás, na verdade não tem nem dez anos que as Papetes foram febre, principalmente entre adolescentes e jovens que não tinham noção alguma de estilo, inclusive eu.

Usava-se a papete indiscriminadamente, com jeans, com vestido, no mercado, na escola, com meia nos dias de frio. E olhando assim, de longe e um pouquinho só mais madura eu compreendo o quão brega era. Mas hoje elas estão voltando e estão se renovando de uma maneira cool.

Outro sujeito que vem se renovando e dando as caras nos look do dia de milhares de blogueiras é o tênis iate, velho de guerra, que nossos pais usavam-na juventude. Os tênis que viraram parceiros de muitos skatistas por anos a fio até caírem finalmente no gosto dos fashionistas. Hoje ele recebe o nome americanizado que teve desde sempre, Slip On, mas diga para seus pais esse nome e eles não farão ideia do que você está falando, porém, se disser Iate, com certeza eles saberão na hora e vão te dizer o quanto gostavam dos tênis deles.

O mais interessante da moda é que ela se renova de forma cíclica e contínua. Hoje vivemos grandes febres que já foram sucesso um dia de forma bem frequente, já comecei a notar o uso das gargantilhas tribais (que na minha escola chamavam de coleira e toda menina descolada precisava ter), o magenta virou fúcsia, a calça boca de sino (que eu AMAVA e hoje nem tanto) se tornou a Flare, bem mais elegante e sofisticada (inclusive só vejo a Flare em looks hiper arrumados e bonitos, enquanto as boca de sino vinham em jeans e chegavam a ficar todas rasgadas de tanto arrastar no chão).

O grande ponto é que não podemos esquecer que já usamos todas essas coisas, que hoje são moda novamente, até cansar e que apesar de termos um dia achado que eram legais, também passamos a pensar e verbalizar o bendito “Meu Deus, como eu usei isso um dia?”. E em seguida? Usamos de novo, e de novo. Enquanto houve um tempo em que era preciso sempre quebrar alguma barreira, hoje se renovar é repetir as coisas do passado. Então é sempre bom fazer o exercício da memória e lembrar que acima de tudo, moda é expressão, beleza, atitude e personalidade.

E mesmo que batizem nossos queridos amores com outros nomes, eles voltaram e podemos usá-los novamente sem que ninguém possa nos julgar. Papete, Iate, Boca de Sino, vocês continuam os mesmos em meu coração!


Obs: apenas pochete continua pochete e elas continuam polêmicas, independente da moda.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

#ApêDosLindos: Processo de Compra de um Imóvel

Quando comecei a pesquisar apartamentos na internet não sabia que o processo de compra era tão complicado. Na verdade já imaginava que não era o processo mais simples, porém muitas coisas são confusas e quero falar um pouco sobre todo o processo com vocês, para ajudar quem também está aí na atividade!

Se você quiser saber sobre o MEU processo, eu falo sobre tudo nesse vídeo aqui:


Mas quero falar também num geral, para quem estiver precisando de informação. Sempre que eu tive que entender alguma coisa sobre a compra do apartamento, senti um pouco de dificuldade em encontrar uma informação clara e coerente na internet, pois na maioria das vezes são textos bem jurídicos e quem não é da área pode ter um pouco de problemas para entender.

Então vou por partes!

Apartamento na Planta


O meu apartamento não foi comprado na planta, porém no meio do caminho aprendi bastante coisa sobre essa opção. Primeiro: apartamento na planta é quando a construtora fecha um terreno, desenvolve um projeto e vende os apartamentos antes mesmo de serem construídos. Nesse caso o comprador vai esperar uma quantidade de anos para poder morar no imóvel (de 3 a 4 anos).

Um apartamento na planta pode ser quitado à vista (eu acho essa opção péssima, como faz se o apartamento não ficar pronto nunca? arriscado!) ou ser pago por prestações. A construtora normalmente pede uma entrada mínima e faz uma tabela de pagamento até a obra ficar pronta. Então pode ser uma parcela mensal, bimestral, semestral. Pouco antes da entrega do imóvel, a construtora pede um valor "x" para as chaves. Acho que é mais um sinal de "boa fé" do comprador, do que simplesmente pelo fato de que para pegar as chaves o proprietário precisa desembolsar um valor alto (de 15 a 20 mil). Depois desse momento, o financiamento com o banco escolhido se inicia e é preciso pagar o restante do apartamento para o banco.

Ou seja, até a entrega das chaves você paga as parcelas diretamente para a construtora, depois disso o banco quita a dívida de todos os apartamentos e o cliente passa a dever para o banco.

O que vem pelo meio do caminho e não sabemos: Existem taxas que são cobradas no decorrer da obra e que encarecem muito a parcela, o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) é pago de acordo com a evolução da obra e ele é calculado de acordo com a economia (porém só aumenta). Esse valor só aumenta graças ao IGP (Índice Geral de Preços), que é a valorização do imóvel. Esse índice foi inventado pela Fundação Getúlio Vargas e ele muda diariamente.

Nesse caso, é uma taxa legal e é cobrada, pois o imóvel valoriza a cada dia. Porém existem também outras taxas que a construtora pode cobrar e faz isso ilegalmente. Uma delas é a Taxa de Obra, que chega até 2% do valor do apartamento e é cobrada até a liberação do Habite-se e é cobrada com a desculpa de que é para cobrir os "juros" da obra. Se a construtora te obrigar a pagar essa taxa, você pode entrar na justiça para a restituição.

É um processo confuso, eu sei! Além disso, os contratos entre construtora e comprador, costumam ser bem tensos. Eles são de Pessoa Jurídica para Pessoa Física (na maioria dos casos) e a construtora faz de tudo para prejudicar o comprador.

Exemplo: Quase compramos um apartamento que ainda não havia sido entregue, porém já estava construído e desistimos quando recebemos um contrato de 27 páginas com leis e obrigações que só favoreciam a construtora e nos prejudicavam em toda e qualquer circunstância. Em uma das cláusulas havia a condição de que caso o financiamento do cliente não saísse, a construtora ficaria com todo o valor já pago até o momento. Ou seja, eu pago 90 mil reais do apartamento até ele ficar pronto e não consigo que o banco financie o restante do valor, então esses 90 mil ficariam para a empresa "de graça".

Esses contratos são feitos de maneira ardilosa, para que o cliente assine na ânsia de comprar a casa própria e depois fique com a corda no pescoço caso algo saia errado.

Apesar de mais barato, o apartamento na planta pode ser um tiro no pé, principalmente se você não conhece o processo. Ele é bom para casais ou famílias que não estão com pressa para se mudar e estão com uma sobra na renda, para futuras taxas e cobranças.

Apartamento Pronto


Esse processo virou minha especialidade, então posso falar com propriedade! O apartamento pronto já teve ao menos um proprietário antes de você (a menos que você compre um apartamento pronto de um prédio entregue recentemente), então o contrato será menos severo para ambas as partes. Na verdade, basicamente, se cada um fizer sua parte, ninguém saíra prejudicado. Claro, leia cada linha atentamente e se consulte com amigos advogados para evitar problemas.

No caso do apartamento pronto, o processo se inicia com uma Promessa de Compra e Venda do imóvel, em que tanto os vendedores, quanto os compradores assinam de comum acordo que querem vender/comprar o apartamento pelo valor registrado e dentro das condições propostas.

Com esse contrato, os corretores abrem o processo com o Correspondente do banco, que é uma espécie de assessoria financeira, e é solicitada a visita de um Engenheiro no imóvel. Ele faz uma vistoria para analisar se o apartamento está em boas condições e faz também uma avaliação do valor. Nesse meio tempo o banco analisa os documentos dos clientes para verificar se possuem nome limpo e condições de pagar o financiamento.

Enquanto a análise ocorre os clientes precisam aguardar. Com a liberação do banco e do engenheiro, o Correspondente fica responsável por desenvolver o contrato, colher as assinaturas e orientar os clientes. Apenas depois que o contrato fica pronto que o banco chama os proprietários e os compradores para assinar toda a documentação e liberar o financiamento. Quem fica responsável por todo o processo de levar os documentos para o cartório é a assessoria financeira e depois de 25 dias (aproximadamente) a matrícula sai no nome dos novos proprietários e o valor é liberado na conta dos vendedores.

Financiamento

O financiamento hoje é uma coisa tão simples, que você consegue consultar e fazer simulações online. É só preencher os dados corretamente e ver a mágica acontecer. O importante é ter uma renda que bata com o valor que você quer financiar. Se você não sabe se sua renda bate com o valor, é só verificar com o corretor, pois ele sabe informar. No caso da Caixa, é possível comprovar renda de até 4 pessoas e os autonomos e PJ's também conseguem comprovar, com extrato bancário.

A Caixa também aceita fundo de garantia (no mínimo três anos acumulados) para pagar parte do apartamento, mas se você não tiver, não tem problema, eles financiam até 90% do imóvel. O financiamento é basicamente composto por juros, mas você pode quitar o valor que quiser a cada ano que passa, então às vezes um imóvel financiado em 35 anos é facilmente quitado em 10, basta economizar e ter organização.

Quando começamos a pesquisar sobre financiamento, as taxas e juros assustam muito, porém é essa opção que temos para comprar um apartamento hoje. Ou viver de aluguel/de favor e ir juntando o dinheiro até conseguir pagar um imóvel à vista. O maior problema dessa opção, é que os imóveis valorizam diariamente e talvez você acabe pagando muito mais caro, por ter esperado tantos anos. Depois que combinado, o valor da sua dívida com o banco não muda, só diminui com o decorrer dos pagamentos das prestações. Desde que você pague tudo em dia!!

Documentação

Vocês devem estar se perguntando PORQUE esse tópico está em vermelho e eu digo: ATENÇÃO GENTE, essa é a última etapa no processo de compra de um imóvel e nem sempre lembramos dela. Na verdade, sabemos que ela existe, mas no momento em que estamos pesquisando apartamentos e guardando dinheiro para entrada, não guardamos um dinheiro especificamente para ela. E vou falar: guardem. Assim que assinamos o financiamento com o banco, temos que dar os cheques para o prosseguimento da documentação e nessa brincadeira são pagos o ITBI, a escritura, o cartório e a taxa do Banco.

O Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) é cobrado nos casos de transferências (ou cessões) de imóveis quando há transação financeira. O valor do ITBI é na casa dos 3,8% do valor total do imóvel e é um imposto legal e obrigatório. A Escritura é em torno de R$1500,00, a taxa do banco é de acordo com o banco que você utilizou (mas é a menor de todas, a minha foi R$400, por causa da vistoria e da análise de financiamento) e o cartório. Nesse caso o valor é na faixa dos R$2300,00, porém o cartório em SP dá um desconto de 50% se for o primeiro imóvel no seu nome (achei isso bem legal, mas não sei se todos os cartórios do Brasil fazem isso, ficamos sabendo somente na hora!). Depois de pagar tudo isso, o Correspondente do banco levará seus documentos para o cartório e você estará bem perto de chamar o imóvel de "seu"!

Resumindo

O que eu posso dizer, em linhas gerais, é que um casal jovem consegue SIM comprar e financiar um apartamento, e melhor, consegue pagar também! Apesar de ser uma dívida enoooorme e longa, não é uma dívida impossível de ser quitada!

Mas lembrem-se: tirem todas as dúvidas, NÃO assinem nada sem ler pelo menos DUAS vezes, se tiverem dúvidas, consultem um advogado ou alguma pessoa que entenda sobre transações imobiliárias e não tenham medo de adiar reuniões para poderem se certificar de que vocês estão tomando a melhor decisão! E depois disso? É só alegria e todos os gastos do mundo com a reforma! HAHAHAHAHAHAHAHAHA

Um beijo, gente!

Pitada de Beleza: Relentessly Red

Na fila de resenhas de produtos para postar, acho que a maior parte é composta por batons, de diversas cores, acabamentos, marcas. Acho que estou virando uma verdadeira viciada em batons e tenho quase certeza que é o item que mais tenho nas minhas maletas!

Hoje vou mostrar para vocês um lindo da MAC que eu ganhei no começo do ano e está no rascunho do blog há tempos esperando para ser liberado! HAHAHAHAHAHAHAHA

Trata-se do Relentessly Red. Ele foi lançado no começo do ano com a linha Retrô Matte, que esgotou das prateleiras em pouquíssimo tempo e é irmão do tão aclamado Flat Out Faboulous (que aliás, eu já tenho um para chamar de meu e PRECISO fotografar para o blog!). Quando fui na loja eu queria o FOB, que por sinal, estava esgotado em todas as lojas da MAC até setembro (inclusive, consegui comprar o meu no último mês!!!) e o Taupe, que eu já mostrei aqui.

Quando vi o RR fiquei apaixonada. Ele é vibrante, quase neon de tão aceso, mas é bonito e combina com a pele morena. Além de ser difícilimo de pronunciar (RE- LEN-TESS-LY RED), ele é difícil de decifrar. Olhando na bala, é um vermelho puxando levemente para o laranja coral, mas nos lábios é um rosa vivo e bonito.





Confesso que nas primeiras usadas demorei para me adaptar ao acabamento. Ele é fácil de aplicar, os outros batons que tenho da marca nesse acabamento também são, mas depois que secam ficam lá firmes e esturricados. Como ele é mais "molinho" na hora de aplicar e fica sequinho nos lábios, talvez ele esfarele um pouquinho na hora de retocar e se torne incômodo, então quando ele sai por causa da comida, ou porque chega uma hora que ele sai um pouco, prefiro tirar o excesso com um lencinho macio e só depois retocar!

Para quem curte batom matte, esse acabamento é com certeza um dos suprassumos do mercado. Na verdade, os batons da MAC são um suprassumo para mim, hahahahahahaha E o Relentessly Red é lindo e já vejo ele abalando meus dias de verão! SOL, VOLTA LOGO MEU AMOR <3

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Diário da Blogueira: evolução e amadurecimento

Que a gente evolui a cada segundo, isso já sabemos, porém quando se tem um blog, um tumblr ou até mesmo uma rede social há bons anos, é possível rolar a barra de posts antigos e ver o quanto a gente muda com o passar do tempo.

E não é só do ponto de vista estético não. Em tudo. No jeito de escrever, de se expressar, as ideias ali registradas nem sempre soam da mesma forma depois de anos que foram escritas. Muitas vezes não percebemos o quanto amadurecemos, não por modéstia, mas porque não temos como comparar.

Ou temos.

Tiveram muitas vezes, quando parei para me recordar de fases da minha vida, que me puni, achando péssima a minha imaturidade em determinadas situações. Até mesmo nisso evolui, compreendi que cada fase que vivemos é para ser vivida daquela forma. Nem sempre somos os mais sábios, nem os mais maduros (principalmente antes dos 20 anos), mas vamos aprendendo os momentos em que precisamos ser adultos e os momentos em que podemos ser banais.

A vida ensina isso a cada experiência, a cada tombo, a cada momento que a gente registra na memória. E o engraçado é que a gente nem nota que são as brigas, os momentos de extrema alegria, os dias de trabalho intenso, uma ideia genial, um olhar, que tudo aquilo que nos marca nos faz amadurecer. 

Dá a impressão de que um dia a gente vai dormir e na manhã seguinte acordamos mais maduros e conscientes. O despertar acontece bem debaixo de nossos narizes, enquanto estamos vivendo.

E, curiosamente, só pensei em todas essas coisas depois de ver alguns looks antigos no blog, de 2, 3 anos atrás. Tudo muda, o tempo todo, principalmente você!

Primeiro Look postado no blog, em 19/09/2011
Último look postado no blog, 15/09/2014, quase três anos depois.
Como o tempo passa, né?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Look do dia: Geek

Eu tenho um monte de roupa que as meninas da agência também têm! Além de trabalharmos ao lado de um shopping e frequentarmos as mesmas lojas, costumamos gostar das mesmas coisas, porém com a tshirt do look de hoje, a história foi um pouco diferente! Uma das meninas da X colocou duas camisetas no carrinho de compras, sem querer, e só descobriu quando o pacote chegou.

Se não me engano ela comprou na Shenseide (essas lojinhas chinesas) e a blusa é larguinha, então super serviu para mim, que aproveitei para comprar e não deixa-la no prejuízo, e assim ficamos com mais uma peça igual (sério, acho que temos um look inteiro de peças iguais KKKKK).

O lance das tshirts com cara de "peguei-do-namorado-hoje-de-manhã-na-correria" é sempre combiná-las com uma peça mais girly, como a calça de neoprene florida, que é romântica e feminina (e que casa muito fácil com o dark floral da estampa), assim o equilíbrio dá as caras e não fica um look com aparência de mulher largada que usa roupa folgada e desarrumada. Acho que essa é a dica principal ao usar uma tshirt com corte masculino, é contrapor com peças femininas. Sabe com qual outra peça essa camiseta vai ficar o máximo?? Com minha saia plissada burgundy: as cores se combinam, os tecidos se complementam e o shape big da camiseta se sobrepõe à delicadeza da saia esvoaçante! (eita que eu tô poética!).




Como eu tenho dado um "oi" para a ousadia, aproveitei a preguicinha de mudar de bolsa e criei esse mix de estampas entre o floral da calça e o étnico da mochila, que ficou interessante e fora do comum. Pois é sempre bom sair da zona de conforto e de preguiça, vamos sempre melhorar, hein??

Esse look, confesso, foi repetéco de outro look, que usei para ir na festa de retorno do meu primo (ele estava em Portugal), porém no dia estava friozinho e eu usei com coturno, então para não ficar 100% repetido, apostei no creeper, que ainda sobrevive no meu armário e fiz essa mistura toda. E olha, mistura que eu eu amei!

Creeper R$100 | Calça Voltage R$40 | TShirt Shenside R$35 | Mochila Riachuelo R$30

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Apê dos Lindos: 1ª fase da reforma - Gesso

Bom, agora que já contei para vocês que FINALMENTE conseguimos comprar nosso apê e finalmente começamos a reformar, vou fazer dois tipos de posts sobre esse processo: os sobre reforma, fornecedores, o que precisa ter na reforma, o trabalho do Thiago como arquiteto e os sobre a burocracia que passamos para ter uma casinha para chamar de nossa! Eu gravei um vídeo falando sobre o meu processo de compra, e sobre várias coisas que aprendi nesse meio tempo, porém não tive tempo de verificar o que tá acontecendo no meu macbook, que ele não publica nem processa o vídeo, então começarei falando da reforma!

Meu apartamento foi comprado no contra-piso, ou seja, pelado, da forma que foi entregue pela construtora. Normalmente a construtora entrega as áreas molhadas finalizadas (com azulejos, piso, pias, bacia e tanque). No nosso apê entregaram também o aquecedor e isso foi um presente de Deus, pois ele custa em torno de R$1000 reais e o fato de já vir instalado é sucesso, afinal não precisaremos mexer com isso!

apê pelado <3
Então quando eu digo reforma, não é bem reforma, é vestir o apê inteirinho, que não tinha uma lâmpada sequer para contar história!! Bom, como a maioria já deve saber, o meu noivo TH é arquiteto e apesar de não trabalhar com decoração e reforma (ele trabalha com Coordenação de Projetos), ele manja dos paranauês técnicos de uma reforma/decoração e meu sogrinho manja dos paranauês habilidosos para botar a mão na massa! Então eu tenho os Master Builders (Lego Movie) da construção civil na minha vida kkkkkkk!

1ª etapa da Reforma: Gesso
Na hora de começar a reforma, a gente quer fazer tudo ao mesmo tempo, porém tem que ter uma ordem lógica para fazer as coisas e a primeira delas é o Gesso. Por ser um negócio que faz muita sujeira, é claro! Não íamos fazer forro, nem sanca, nem nada, talvez uma moldura. Porém o teto veio todo chapiscado (de acordo com a Master Builder Cecília Levy, aka chefe do Thiago, essa "textura" que veio no teto é um spray que usam para melhorar a acústica do ambiente), porém era um negócio horroroso, então resolvemos pedir para alisar o teto. E depois de falar com alguns fornecedores, resolvemos que colocaríamos forro na sala e corredor.

Escolhemos o forro com tabica:

"O que é Tabica? 
A tabica é uma peça aplicada no rebaixo de teto.
Essa peça cria um vão entre a parede e o rebaixo, dando a sensação de que o teto é flutuante, já que em determinados ângulos não vemos a ligação entre o teto e a parede."




Estão vendo como ele fica bonito? Aqui ele está sem acabamento e vou explicar mais um pouco para vocês! Bom, em primeiro lugar, não quisemos moldura nessa parte, porque esse efeito é muito bonito! Nos outros cômodos apenas alisamos os tetos e aplicamos moldura, bem básica, para dar acabamento. Na sala e corredor o tipo de forro aplicado foi o de plaquinha de gesso, também existe a opção de Drywall, porém ele é mais escuro, tipo bege, e como seremos nós que vamos dar acabamento e pintar, resolvemos fazer com o de plaquinha, que é todo branco. Sem contar que é um pouco mais barato.

O forro é entregue dessa forma para que o eletricista aplique as luminárias e spots de acordo com a vontade do cliente, somente depois da instalação elétrica que o pintor ou nós, podemos aplicar massa corrida e pintar, porém isso vai ficar para outro post!


O povo do gesso fez também o cortineiro, que é recuar um pouco o forro para colocar o varão da cortina e deixar como um fundo "infinito" da cortina, fica bem legal e é fácil de fazer, então valeu à pena!


No restante dos cômodos fizemos moldura e ela é super simples e funcional! Para dar acabamento! Cotamos com algumas empresas e fechamos com uma que já conhece o nosso condomínio e fez mais de 80 apês lá. Além disso, ela também saiu mais barato e nos deu melhores condições e descontos (lembrem-se sempre de que à vista dá para ter desconto!). Também entregaram tudo muito rápido e nos deram "brindes" dentro da nossa reforma, então eles ganharam muitos pontos comigo!

O gesso é um serviço necessário para arrematar os cantos das paredes e dá um super diferencial nos ambientes quando fazemos um trabalho de forro. Ele faz MUITA sujeira e precisa fazer acabamento com massa corrida, porém agora que já instalamos as luminárias e spots, estou mais do que convencida de que foi a melhor decisão possível!! O Thiago fez o projeto, mas acho que não tenho a planta aqui comigo, então vou pedir para ele gerar uma imagem dela e aí eu atualizo o post para vocês verem! Ok??

Espero que tenham gostado, aguardem o próximo post!! Vai ser sobre luminárias e spots <3 

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Pitada de Beleza: batom 62 da Vult

Que o roxo está em alta não é novidade para ninguém! E é fato que todo mundo tem procurado um para chamar de seu. O roxinho mais famoso do mercado é o Heroine da MAC, que costumo dizer, é um roxo marca texto, bem vivo e bonito! E, é óbvio, ele vive esgotado!

Toda informação de beleza que ficamos sabendo na empresa, é compartilhada entre todas as meninas, então lendo o blog da Deusa Bruna Tavares, descobrimos que a Vult tinha um primo baratinho do roxo da MAC. Claro que corremos lá na perfumaria do Japa para ver se tinha e ele não tinha, então pedimos para ele trazer (frequentamos tanto o lugar que já estamos nesse nível kkkk) e aí ele chegou (aliás, vendeu como água em dia de calor, eles nos adoram pelas dicas kkkkkkk) e todas nós compramos! Também, por 8 reais é muuuuuuito difícil não comprar.

A embalagem é bem firme (igual aos batons que mostrei aqui) e tem a cor do batom na tampinha, ótimo para ver a cor sem precisar tirar da maleta ou gaveta! Ele é cremoso, diferente do da MAC, mas é beeem vivo e dá para deixar mais intenso ou mais fraco, é só caprichar nas camadas!




Tão vendo que ele é aceso? Tem esse fundo "neon", que é o que faz o batom ficar tão vivo e não ser um roxo discreto. É o tipo de batom que as pessoas enxergam de longe e que combinam com todo tom de pele, isso porque ele é mais quente, sabe? Se ele fosse mais puxado para o lilás iria ficar estranho em mim, que sou amarela, mas com esse tom puxado para o fúcsia, fica lindo e divertido, ótimo para sair da rotina.

E por 8 reais tá dando para ser ousada, né???

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Pitada de Formatura

Voltei em plena sexta-feira para contar para vocês sobre o meu baile de formatura! Já Tem alguma formanda enlouquecida por ai?

Para quem não sabe, minha formatura aconteceu no dia 17 de janeiro de 2014, na Expo-barra funda, com um cardápio recheado de coisas boas e um open bar badalo com absolut e original e muito mais.

Fiz parte da comissão então ajudei a organizar cada pedacinho da festa, deu um trabalhão, mas foi uma das melhores recompensas que já tive, trabalho cumprido! Vamos aos detalhes.

Foto da decoração da festa (o tema era Las Vegas)



Uma das coisas boas da formatura foi à vontade de levantar a bunda do sofá e ir atrás de melhorar o meu corpo, vontade essa que só me trouxe benefícios. Passado esse desafio era hora de procurar o vestido da festa. 

Fui a diversos lugares de São Paulo, um com o preço mais alto do que o outro, juro! Um absurdo. Daí uma amiga indicou a Feira do Vestido de Festa, que fica no bom retiro (no final desse post tem o endereço certinho). São quatro lojas babado de vestido de festa, lá é só compra, escolhi o meu e como não conhecia nenhuma costureira, deixei na do lado mesmo para os ajustes, o preço não é dos mais salgados e o meu vestido + ajustes saiu por R$ 1.000,00  ainda bem que foi presente!

No dia do baile fui fazer penteado em um salão super bacana que fica em Santo André, o nome é Head’s Art, abaixo vocês podem ver as fotos do meu penteado, eu ameeei!


A make foi feita pela pessoa que me deixa tipo estrela de hollywood Vivian Fróes, conhecem? Hahah! Nempreciso dizer que ficou babado né? Quanto aos detalhes da make, peçam post pra ela hahahaha!



 Por fim, deixo fotos do baile com tudo pronto vestido + make + cabelo. E ai gostaram?


Serviço:
Make - Vivian Fróes
Vestido – Feira do Vestido de Festa –  Rua Júlio Conceição, 98 -  Bom Retiro
Cabelo – Head’s Art – Rua das Goiabeiras, 191 – Santo André



quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Pitada de Beleza: Glambulância de Setembro

Então minha gente!!! É isso, fiquei quase um mês sem dar as caras por aqui e pelo instagram por um motivo: fui convidada para fazer uma transformação capilar pela Revista Glamour! Eu acabei não levando a câmera no dia, porém tirei algumas fotos pelo celular para contar tudo para vocês!

Em primeiro lugar, vamos contextualizar a história. Já havia contado no blog que eu estava descontente com o meu ombré hair que de ombré não tinha nada, então a Stephanie, que é repórter da Glamour, perguntou se alguém topava fazer uma transformação e eu disse que sim. Ela me perguntou a história do meu cabelo e além da historinha, também mandei o post que fiz sobre meus cabelos há alguns meses, clique aqui para ver.

E aí no começo de Agosto ela me mandou a mensagem: posso marcar sua transformação? E lá fui eu viver mais essa experiência!

A Transformação toda foi feita no Salão do Marcos Proença, que fica na Cidade Jardim, e o pessoal por lá é muito gente fina. Todos conversaram comigo, me trataram bem e quando viram que eu não valia nada, até fizeram piadas e ficaram mais à vontade ainda. O meu processo de transformação foi bem longo e vou contar para vocês! Meu cabelo estava sem corte, afinal já eram quase dois anos sem cortar, e com as pontas super amarelas.

O Vini cortou as pontinhas e me deixou pronta para a Tati, colorista, mudar a cor dos meus fios!


Primeiro ela descoloriu meus fios para criar a "base" para o meu ombré, já que meu cabelo é escuro para caramba (acho que é herança indígena, só pode kkk) e aí depois de um tempo eu fiquei HIPER loira, mas o fundo escuro do meu cabelo continuava lá. Vejam como ficou:




A NOVA LOIRA DO TCHAN! Juro que quando eles secaram meu cabelo eu assustei porque eu fiquei MUUUUITO loira mesmo, mas não ficou feio. Depois disso eles tonalizaram meu cabelo 2 vezes até chegar ao tom desejado. Juro gente, nunca lavei tanto a minha cabeça como no dia da transformação (pelo menos foi lavada só com coisa boa né??). O que eu pude notar do salão é que os profissionais atendem diversas pessoas ao mesmo tempo, mas são atenciosos com todos e tiram todas as dúvidas (também né, o público do salão é premium, o atendimento precisa ser premium).

Tiveram alguns momentos em que 3 pessoas estavam me atendendo, um profissional e dois assistentes. Então acaba sendo rápido em geral, mas não no meu caso, afinal fiquei lá o dia inteiro para isso (que ruim, né?? hahahahahaha)

Depois que chegamos ao tom desejado (a inspiração foi uma foto da MUSA Rihanna, DIVA!), foi a hora da maquiagem. Quem fez a minha montação foi o maquiador Allan Jhonnes (segue ele no insta, @allanjhonnes) e ele arrasou: usou pouco produto, muita habilidade e me deixou LINDA!


Arrasou na luz e sombra, fiquei phyna, né?? Ai, depois escolhemos um dos vestidos para a foto! O escolhido foi esse Calvin Klein M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O, branco, divo, com transparência, maravilhoso, incrível, lindo. Juro que apaixonei no vestido! E fizemos vááááárias fotos! Depois de ficar um dia inteiro no salão, a missão estava finalizada!


E aí, depois de um mês esperando, ansiosamente, a revista mais linda de todas saiu! (Mais linda porque foi uma edição super especial para a Glamour, elas bateram o recorde de páginas publicadas e está cheia de coisas boas, inclusive a Ísis Valverde tá na capa, LINDA DEUSA). E o resultado vocês conferem abaixo: foto da @AninhaCaporice, que me viu e me marcou na hora!


Emoção define!

Vlog: Novidades sobre o Apê e Revista Glamour

Olá pessoal, tudo bem?

Gravei um vlog rapidinho contando duas super novidades, então se você quiser saber porque eu fiquei desaparecida nesses últimos dias, é só dar um play!



Um beijão!

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Pitada de Beleza: paleta de sombras quem disse, berenice?

Eu sou definitivamente viciada em paletas de sombras e toda vez que surge uma novidade, ficou ansiosa para investir nas mais legais, afinal não dá para ter todas! Que a berê tem lugar cativo no meu coração, todos nós já estamos carecas de saber, mas até então eu não tinha guardado uma grana para comprar a pela de 12 cores da QDB? que foi lançada no começo do ano! Maaaas eu tenho boas amigas e uma beeem grandona e bonita ( <3) me deu de presente!

O estojo da paleta é de tecido e fechado com zíper, como tudo da marca, é de um capricho só, delicado, fofo, alegre e bonito!




A boquinha/coração sempre presente nos produtos da marca, é um mimo no zíper! Apesar de ser chatinho de ficar aberto por causa do fechamento em zíper, o estojo é maravilhoso e prático. Por dentro ele é revestido de papelão e o uso desse material em paletas é feito para diminuir o valor do produto, mas não deixa a desejar, afinal é funcional e não atrapalha! Além disso, vem um espelho grandão dentro da paleta, o que a torna um ótimo item para carregar em viagens, afinal tem vários tons de sombra e um ótimo espelho.


São 12 cores divididas entre tons neutros e alegres, opacos e cintilantes. A marca desenvolveu essa paleta inspirada nos tons de sombra mais vendidos nesses dois anos de vida (legal né?), e os nomes das cores são: PRETUZ, PRATALELÊ, MARRONLUZ, BEGÍSSIMA, ROSICO, OUROSO, PINKÊ, ROXUXU, ZUZILA, ZUZINHO, VERDOTE e ZUZU.


No detalhe: PRETUZ, PRATALELÊ, MARRONLUZ, BEGÍSSIMA, ROSICO, OUROSO.


No detalhe: PINKÊ, ROXUXU, ZUZILA, ZUZINHO, VERDOTE e ZUZU.

O que eu achei? À primeira vista pensei: Nossa, mas ela é MUITO colorida. Acho que fiquei muito acostumada às Nakeds e levei um mini susto ao ver tantas sombras vibrantes juntas, mas além do susto ter sido momentâneo, é óbvio que eu me apaixonei pela paleta, que é a cara da marca: uma mistura de coisas boas e cores ousadas e lindas.

Outra coisa que à primeira passada eu estranhei: o swatch não é tããããão poderoso! Mas aí eu explico, nem sempre a sombra fica igual no olho como ficou no swatch e a prova disso é essa paleta da quem disse, berenice? Talvez ela não fique tão pigmentada nos dedos, mas o importante é como ela fica nos olhos, tem vezes que elas são super hiper lindas no swatch, mas depois de aplicadas, somem! Então é importante sempre testar no olho, antes de mais nada.



A sombra que mais me conquistou foi a Marronluz, que é um rosé acobreado, com muuuuito brilho e uma pigmentação absurda! Achei fina e diferente, ao mesmo tempo. Outra sombra que me enche os olhos é a Verdote. É um tom de azul esverdeado tão lindo e ryco! E é opaco, então fica liiiindo de viver para esfumar o côncavo! Essa paleta definitivamente é um xodó na minha vida! Acho que não trocaria nenhuma cor dela. Ela não é barata, mas pela qualidade e variedade, ela vale cada centavo (e olha que no custo benefício ela tá super em conta!). É uma opção para quem já tem uma paleta neutra e quer dar um pouquinho mais de cor à vida (e makes!)

Gostaram?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...