sexta-feira, 27 de junho de 2014

PitadaTV: Desafio do Telefone!

Rodou na internet nos últimos dias um desafio para quem é vlogger no youtube: ligar para quem a gente conhece e inserir palavras aleatórias na conversa sem que a pessoa perceba. Tudo isso foi assistido de camarote pela Naty, que se encarregou de me pautar para gravar também!

O resultado, engraçadíssimo, vocês conferem clicando o play!!



Agradeço novamente a Juju e a Carol por terem me atendido e por terem sido tão legais comigo mesmo num sábado à noite <3 Amigas MESMO, né??

Espero que tenham se divertido bastante, como nós nos divertimos!!

Look do dia: vejo flores em você

De todas as coisas que entraram no meu guarda roupas recentemente, creio que 95,5% são coisas que de alguma forma nunca entraram antes. Seja por preço, por interesse, mas acho que principalmente por falta de estilo/preparo para tais peças.

E olha gente, nem estou falando de nenhuma roupa absurda, tipo louca, estou falando de blusa de tricô, calça estampada, cardigã estampado. Curioso que não sou uma pessoa com muitos paradigmas fashion, aliás, achei que não era.

Quando finalmente consegui comprar minha primeira calça estampada feat. florida cai na real de que estava há mais ou menos 2 anos tentando encontrar uma que caísse bem, que tivesse uma estampa bonita, que combinasse comigo, que combinasse com meu armário. Engraçado como alguns desses paradigmas se formam na nossa cabeça, né? Acho que até então eu não me sentia preparada para criar looks com uma peça tão desafiadora. Uma blusa florida é mais fácil de esconder com um casaquinho por cima. Uma calça grita para o mundo: "GENTE, TOU AQUI, TOU CHEGANDO!!!!!!"

Acredito que o jeans tenha caído no gosto público há tanto tempo e por tanto tempo justamente por se "camuflar" no meio de todo mundo, com variações de azul claro/escuro, e não gritar tanto para todo mundo.

Por essas, e outras, que apostar em calças com cores e estampas ainda não é para todo mundo, apesar de ter conquistado uma grande parcela de pessoas. Essa minha eu encontrei na Riachuelo, numa daquelas passadinhas despretensiosas, na hora do almoço, para dar uma "olhadinha". Confesso que apostei muito mais no fato de ser jegging (jeans com cós de legging, sem zíper e botão), pois já andava interessada numa calça desse modelo, do que pelo fato de ser florida. Então fui para o provador e realmente amei o caimento, coisa que nunca, vejam bem, nunca tinha acontecido com uma calça da Riachuelo.  Depois de pagar, parei e pensei: "putz, e agora?!" HAHAHAHAHAHAHA

E o resultado do primeiro look da calça estampada e colorida foi esse: uma coisa meio primaveril. Acho que não estou pronta para tirar o primaveril das flores!





Sei que esse post vai ficar longo, mas tenho muito a dizer sobre o look, sobre paradigma, sobre as peças! Esses tempos a minha querida amiga Jessica (que deveria escrever nesse blog) quis ir ao Bom Retiro e pediu minha companhia. Que fique registrado que era um sábado frio, chuvoso e cinza e eu levantei 7:30 para acompanhá-la! Eu não tinha intenção de comprar nada mesmo, a menos que achasse um tricô bonitinho e gracioso para chamar de meu e isso aconteceu por míseros R$35 reais. Foi a realização de um sonho, pois queria pagar bem barato mesmo no tricô, ao contrário do que encontramos nas fast-fashions da vida. Já a bota? A bota vai merecer um post só dela, pois a história, além de ser longa, merece detalhes e argumentos. E, preparem-se, pois ela vai aparecer pelos próximos looks do dia, afinal ela se tornou meu SDP. (Clique aqui se você não sabe o que é SDP).

Yellow Boot Double G QIX R$319 | Calça Floral Riachuelo R$80 | Regata Branca Têxtil Abril R$13 | Tricô Bom Retiro (não lembro a loja) R$35

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Crônicas de guarda roupas: sapato da preguiça

Acho que todo mundo tem, teve ou vai ter um sapato da preguiça. Sapato da preguiça a gente não define qual vai ser. Não bate o olho na vitrine e pensa "esse vai ser o sapato que eu vou usar quase todos os dias pelos próximos três meses por pura preguiça e praticidade".


O legal do sapato da preguiça (vamos chamar de SDP para facilitar) é que algum dos milhares de pares de calçados do seu armário vai brotar nos seus pés de maneira misteriosa e por ali vai ficar durante um bom tempo.

Um SDP pode ser um par que já esteja na sua sapateira há tempos, ou aquela botinha "temqueter" da tendência que você comprou e parcelou em suaves prestações. Não! Veja bem, não estou falando aqui sobre os sapatos da modinha que compramos, usamos por um mês direto porque é trend e quando as moças todas começam a usar a gente para. Não!!! Estou falando daquele coturno surrado, daquela sapatilha confortável, daquele tênis sujo, que a gente deixa do lado da cama e praticamente escorrega para dentro dele quando acorda e vai se arrumar!

Aquele que todos os seus colegas de trabalho já conhecem e já sacaram que é seu SDP, afinal você usa ele pelo menos 3 vezes na semana. Esse sapato, meus caros amigos, não somos nós que escolhemos. Na verdade ouso dizer que somos escolhidos por eles.

Passam-se meses e abrem-se buracos no solado. Partes se descolam. O encardido não sai mais por completo, nem com reza braba. Quando você começa a consertar um sapato e precisa fazer mais de uma vez é porque ele é um SDP! E não tem problema, todo mundo tem um.

O melhor é que depois que um SDP acaba, outro aparece. O que reforça minha tese: somos escolhidos a dedo. Aliás, à palmilha!

Look: Rachel Berry

A gente tem sempre um personagem icônico. Na verdade, muitos deles, mas sempre tem aquele que amamos com um carinho especial. Nem sei se já falei por aqui no blog sobre meu amor por Glee e como a personagem Rachel Berry é incrível (pelo menos para mim, rsrsrs), mas quem me conhece bem de pertinho sabe que eu A-M-O com todas as forças!

Eu sempre achei o estilo da RB fofo, mas nunca tentei reproduzir, até porque eu não tenho muitas peças de roupas que se parecem com ela, mas nesse dia eu acordei no intuito de usar esse meu cardigã novo e queria usar com saia. Foi um dos looks mais difíceis de sair, pois não tenho camisas e não estava ornando a minha combinação.

Decidi que queria usar, além do cardigã, minha meia 3/4, para facilitar. Então precisava encontrar uma camiseta e uma saia que ornassem e não foi fácil! Descobri que 85% do meu armário é composto por roupas estilo mendigo-moderno-despojado-boho-aloca e que não está sendo fácil ser fofa por aqui. Por fim, alguns minutos atrasada, consegui isso:




Usei meu coletinho jeans por baixo, para deixar a golinha para fora e assim ficar com o estilo fodo nerd de Rachel Berry e usei meu creeper velho de guerra para fechar o look, que já foi tão difícil de montar! Eu gostei do resultado, no geral, ficou diferente de tudo que eu costumo propor para os meus looks do dia! Nesse dia ainda não estava fazendo um frio tão chatinho, então quando me deu calor, tirei o cardigã e virei a RB Piriguete, porque né, com a blusinha amarrada na cintura, só sendo muito piriguete para rodar assim na firma, HAHAHAHAHAHAHAHA


E vocês, gostaram do look?

Creeper R$100 | Meia calça Trifil R$20 | Saia Ebay R$7 | Colete C&A R$50 | Cardigã C&A R$60 | Bolsa Renner R$80

sábado, 14 de junho de 2014

Pitada de Beleza: Taupe da MAC

Toda vez que penso em investir em algum item de maquiagem que seja mais caro, eu procuro escolher por meio de três tópicos:

1 - um produto que tenha cor curinga (que sirva para mim e para minha maleta)
2 - um produto que não acabe tão rápido
3 - um produto que seja indicado por todos

Claro que o último tópico só se aplica se for de uma marca que eu já conheço. Afinal, tem muito produto da "modinha" que nem é tudo isso e todo mundo indica e compra para estar na "modinha. Eu gosto de investir nos produtos que são mais vendidos, que são icônicos para uma marca, que todo maquiados tem-que-ter. Eu também compro os itens mais incomuns, mas para investir de forma certeira eu acabo preferindo apostas mais clássicas.

Quando vou numa loja da MAC eu preciso ter foco, afinal não é nada fácil entrar num lugar daqueles e não estourar o cartão de crédito, então já vou meio que decidida do que quero (batom, sombra, por categoria). Daí quando chego eu decido a cor. Na última vez eu fui para comprar meu presente de Dia das Mulheres (o TH mandou, tão fofo) e peguei dois batons, sendo um deles o Taupe. Ele é um tom de marrom mais claro, terroso, mas leve e bonito.



O Taupe é da linha regular da marca e tem acabamento Matte. Ele é aquele tipo de batom que fica bonito em qualquer tom de pele e é discreto sem ser muito frio, sabe? É marrom, mas dá um tom saudável nos lábios, o que é um máximo! Eu achei um acabamento mate bem confortável o desse batom, pois não resseca os lábios, nem deixa as petinhas da boca marcadas!


Acho que o bacana para quem, assim como eu, vai comprando os itens de marcas mais caras aos poucos, é ir alternando esses produtos "curinga" com os produtos mais chamativos, assim vamos colecionando tanto maquiagens diferentes, quanto itens que vamos usar bastante, até acabar, por serem bem práticos!

Esse virou um dos favoritos!

Pitada de Beleza: Delineadores Glitter Ruby Kisses

JESUS MARIA JOSÉ!

Tem tanto tempo que essas fotos estão aqui esperando um breve digitar de palavras que é até vergonhoso, poxa vida!

Bom, vergonha à parte, se tem uma coisa que eu amo nessa vida é brilho. Nasci mulher, mas em minha alma mora uma drag queen poderosa, então tudo que brilha e reluz me encanta! Meu primeiro contato com a marca Ruby Kisses, já contei no Pitada, foi lá no Japa e eu fiquei alucinada por esses delineadores. Eu sei que existem de outras marcas e whatever, mas conheci esses bem na época em que eu estava desejando produtos do gênero, então eu resolvi comprar e o amor foi garantido!

São delineadores glitter e podem ser usados direto na pele ou então por baixo de outro delineado. O primeiro que comprei foi o preto e usei por dias seguidos. O que mais gostei desse produto é que os glitters dele são fininhos, então na hora de limpar eles não arranham os olhos. Muitos produtos da categoria, mesmo quando específicos para maquiagem, chegam a machucar quando vamos demaquilar a pele e isso me faz ter um pouco de raiva, afinal esfola tudo e fica ardendo!



Eles são como os esmaltes de glitter: base transparente e glitters de tons variados. Acho que gosto mais do preto, que cobre mais e fica muito mais baphônico numa maquiagem para a noite. Usei os dois de dia e à noite e o efeito é garantido. Nem precisa de muito, um delineado preto por baixo e três camadinhas de delineador glitter para lacrar o c* dazinimiga! kkkkkkk



Cada um deles custa na casa dos R$25 reais e agora já descobri um pouco mais sobre a marca. Esses produtos são da marca Ruby Kisses, do mesmo grupo da First Kiss, sabe aquela das unhas e cílios postiços? Então, é da mesma "marca", para quem não conhecia como eu já é um norte, né? Sem contar que a First Kiss é uma marca ótima e que está há um bom tempo no mercado brasileiro. Já usei o azul em um tutorial, já viu?


Esses são produtos que valeram cada centavo e que eu preciso tirar da necessaire se não uso todo santo dia. Essa minha alma de drag faz isso! E ai, gostaram?

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Look do dia: Um novo amor chamado Farm

Vou confessar que flerto com a Farm desde quando descobri que ela existia. Ela é uma daquelas marcas que a gente sempre deseja e nunca tem coragem de comprar de fato.

Afinal, convenhamos, ela não é uma das marcas mais baratas do mercado. Mas a gente sempre abre o site para ver se "dessa vez" cria coragem para comprar alguma coisa. E demora para a gente comprar a primeira peça, concordo! Mas, ah que prazer inegável quando você tem a sua primeira peça de roupa de uma marca que você desejava!! Que prazer inegável!

Quando vi que a Adidas assinou uma parceria com a Farm, assumo que não foi ponto focal da minha atenção. Nenhum motivo em específico, só deixei passar. Poucos dias depois do lançamento fui conferir e quase tive uma síncope de tão lindas que eram as estampas, mas muitas peças já havia esgotado, principalmente os moletons, tão lindos. Resolvi desencanar, afinal o mais legal eram as blusas, correto? NÃO, mas mais uma vez era o "não foi dessa vez Farm", falando mais alto.

A segunda onda de parceria com a Adidas veio com a coleção inspirada na copa. Foi nesse momento que eu acordei para cuspir e saquei que eu P R E C I S A V A de uma pecinha da Farm+Adidas para ser feliz, mas quase não tinha mais nada da primeira onda no e-Farm. O segundo estalo foi: Adidas Online!!! Porque era bem óbvio que se duas marcas se juntam para fazer uma coleção, no mínimo as duas vão vender as peças e foi assim que eu terminei com um cropped e uma calça da estampa Tucanário. Aliás, ganhei desconto de R$20 reais e frete grátis, pontos muito positivos!

usei esse look para ir em um chá de bebe e eu amei!!
Ao comprar essas duas peças eu jurava que me sentiria satisfeita do desejo de Farm, só que não mesmo. E aí encontrei um outlet online que vende peças de coleções passadas com até 70% de desconto. Pronto. A merda tava feita MESMO! Poucos dias depois de receber minhas comprinhas do site da Adidas, eu pedi mais dois itens no Off Premium e seria minha segunda experiência com a marca em uma semana!

E, sem dúvidas, foi uma experiência feliz! Que rendeu novos looks e novos amores e um deles é esse vestido peplum de tigres! Ele é super levinho e bem feito, o único ponto negativo é que o P ficou enorme em mim, mas vou ajustar e enquanto não ajusto eu uso um lencinho na cintura para deixar ele no lugar!





Como era uma novidade, resolvi misturar com a bota da Topshop e ficar travestchi, mas já usei ele com cardigã e creeper e o resultado também foi bom e completamente diferente, então é uma peça bem curinga!! Outra novidade no armário é a bolsa de franjas, que eu também tanto procurei, tanto namorei e, por fim, trouxe para casa para viver em paz e feliz. Ela também tem uma história parecida com o lance da Farm. Fiquei por meses querendo uma bolsa de franjas, tiracolo, bonita, preta. E as poucas opções que eu encontrava eram absurdamente caras. Comecei a desistir até encontrar esse modelo da Renner por R$99. Ainda não era o melhor dos cenários, mas a loja estava vendendo outros modelos por R$300, então acho que foi ok.

Isso me deixou bem feliz, porém aprendi que franjas não combinam com tudo e com isso, terei que exercitar mais a minha criatividade para fazer combinações decentes! Mas deixa isso para outra hora, é claro!

Agora? Vou esperar um pouco mais para encontrar novos amores, já que hoje meu coração (e corpo) são da Farm!

Bota Topshop R$219 | Meia Fleece Renner R$25 | Vestido Farm Off Premium R$124 (era R$250) | Lenço na cintura CTM R$5 | Jaqueta HandBook R$275 | Bolsa Renner R$99 | Top Cropped Adidas+Farm R$79 | Calça Adidas+Farm R$159 (com aquele desconto que falei!)

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Crônicas de Guarda Roupas: o luto



Quando te perdi, nutri por alguns dias a esperança de te encontrar. Pensei que tivesse se perdido por entre as caixas e que logo uma boa alma te devolveria para mim.

As boas almas tentaram, mas hoje você aquece e dá estilo para outra pessoa. Prefiro pensar isso do que cogitar que você virou um pano de chão. Talvez a pessoa que te encontrou tenha tido a maldade de não te devolver, de tão bonita que era.

Te usei até você quase caminhar sozinha. Você entrou na minha vida num desses meus ímpetos consumistas e mesmo com o preço salgado, virou meu xodó.

Você esteve ao meu lado nos últimos anos da faculdade e por muitas vezes foi meu único agasalho, nos dias que errava o look de inverno. Você me acompanhou nos estágios, no meu primeiro emprego como formada, nos meus passeios favoritos, me acompanhou até mesmo em importantes reuniões de trabalho.

A sorte foi que te aproveitei bastante, mas talvez teria muitas mais oportunidades e talvez ficasse muito mais popular, agora que o grunge virou tendência. Saiba que eu te amei mesmo quando o grunge não era tendência. Isso veio da minha veia skatista que nunca morreu.

Há quem pense que seja um exagero se despedir, mas ainda me pego pensando em maneiras de te encontrar. 

Agora me resta encontrar alguma jaqueta que tente compensar a sua falta. Mas fácil não é. Ou são curtas demais, ou são compridas demais. Ou o xadrez é comum demais, ou muito chamativo. Ou esquenta demais, ou não esquenta nada. É, acho que vai ser difícil!

Só quem tem um xodó desses entende a dor da perda! Só quem tem...

Pitada de Casamento: A saga do Apê

Faz tempo que não falo nada sobre as peripécias da minha vida, não é? Estivemos numa novela no último ano para encontrarmos (e conseguirmos) comprar um apartamento. Quando vim morar na casa do Thiago falei um pouco do motivo de não termos alugado um apartamento ou coisa do gênero. Os pais dele preferiram que ficássemos por aqui para juntarmos a grana e encontrarmos um lugar para chamar de nosso!



E aí que depois de um ano na labuta, conseguimos reunir algumas experiências e eu vim contar algumas delas para vocês! Acontece que descobrimos que não nos orientam direito, que as pessoas querem sim prejudicar os outros com contratos maliciosos, que existem muuuuitas outras coisas na hora de comprar um apartamento além do dinheiro de entrada e tudo mais.

Se você também está nessa fase ou vai entrar nela, assista o vídeo e conheça um pouquinho da minha expediência! Vou fazer alguns vídeos abordando o tema, já que, quando eu procurei na web, não achei coisas muito mastigadas e claras. Foi uma luta e tanto para aprender tantos detalhes. Há quem pense que não é preciso saber nada dessas coisas, pois os corretores cuidarão de tudo, só que infelizmente não é assim e é preciso ir preparado para comprar um apartamento!



No próximo vídeo eu falo sobre a diferença entre comprar um apartamento na planta e um apartamento pronto e também falo sobre toooodas as taxas que pagamos além da entrada!

Espero que ajude!

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Look do dia: jeitosinha

Acho que já peguei para escrever esse post mais que uma vez e nenhuma delas ele saiu do "papel". Acontece que tenho andado meio off dessa vida de blogueira e vou contar para vocês o porquê. Desde que mudei de equipe, meu escopo de trabalho mudou muito. Com isso, minhas funções e atividades mudaram também e eu passei a ficar mais cansada. Além disso, sempre aproveito os finais de semana para produzir e nos últimos, ou eu estava muito cansada ou muito atarefada.

Mas apesar do ritmo insano e do cansaço, eu gosto de viver assim e não me importo, porém nem sempre eu consigo colocar em prática o que eu quero aqui para o blog. Seja para mostrar um look do dia, seja para fazer alguma customização, qualquer quer seja o post, eu acabo nem colocando em prática. Neste começo de semana mais de uma amiga me questionou sobre a ausência de posts e eu expliquei o motivo, então não vejo problemas em contar por aqui.

Uma grande amiga perdeu seu querido avô na madrugada de domingo e eu aprendi desde muito nova a respeitar o luto das pessoas. Sem contar que eu acompanhei todo o processo dela com ele e eu sei que ela merecia meu respeito e ele minhas orações. Cada um age como acha melhor, mas eu me senti mal e preferi ficar quietinha, fazer minhas coisas e descansar.

Com isso, meus planos de vídeos e posts acabaram sendo um pouco adiados, afinal os produtos, as resenhas, as maquiagens, podem esperar mais um dia para aparecer, não acham? De qualquer forma, vamos lá, que tem post pronto, só falta postar!

O look, finalmente!

Usei essa combinação logo quando começou a esfriar. Lembro bem que nos primeiros dias de outono o calor se manteve firme e não queria arredar pé, mas em alguns dias fazia um ventinho gelado durante o dia (pouca coisa) e um friozinho leve ao anoitecer. Agora já está bem mais difícil conviver com o friozinho leve ao anoitecer, porém no dia que usei esse look ainda dava para usar meias mais finas e blusas moderadas! (Gente, sou friorenta!)






Eu sou o tipo de pessoa que sente frio, muito frio. Claro que não sou o tipo de pessoa que cai a temperatura e veste cachecol, mas dias gelados não passam batidos por mim, então prefiro me agasalhar e estar sempre com um casaquinho leve por perto. Abriu um shopping aqui em Pirituba City, o Tietê Plaza Shopping e eu estou indo bastante lá, para comprar presentes, tomar um milk-shake do Chiquinho (kkkkkkk) e comprar coisinhas para mim.

Num feriado aí que teve, peguei o Thiago para ir passear lá e compramos esses tricozinhos leves, que quebram um galho danado por baixo de um casaco mais pesado, ou até mesmo em dias fresquinhos. Esse foi R$59, se me lembro bem. Estava há tempos querendo um cardigã cinza mais longo e esse foi a escolha certa, o todinho chega a estar meio esgarçado já #usomesmo

Eu tenho uma grande dificuldade para criar looks interessantes quando esfria, pois como sinto muito frio, procuro me encher com o máximo de roupas possíveis. Como nesse dia o frio era moderado, a combinação ficou "jeitosa", como diria um querido colega, hahahahaha Eu AMO sobreposições e adoro misturar textura, com estampa, essa coisa meio maluca, de brilho, com flor, com tachinha. Acho interessante e estilos, deixa o look com mais personalidade do que a farda de "legging+bota montaria+trico" que a gente vê muito quando esfria (nada contra, mas legal é ser diferente!).

Tenho até conseguido fazer uns looks de frio interessantes, mas assumo que não fotografei quase nenhum :x

Bota Dakota R$200 | Meia Calça canelada da Lupe R$15 | Skort Ebay R$10 | Tshirt C&A R$30 | Cardigã C&A R$60 | Jaqueta Bomber do Brás R$18
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...