terça-feira, 16 de abril de 2013

Pitada de Beleza: Batom Natura Faces Mate - Cereja

Errou quem pensou que hoje teria apenas um post. Mesmo cansada e prestes a dormir em qualquer canto, estou aqui para mostrar um novo batom: Natura Faces Mate, na cor Cereja. Temos uma colega na agência que vende natura e eu cheguei à conclusão de que nunca comprei nada da marca, então resolvi encomendar algumas coisas. Mesmo encomendando mais de um item, esse foi o único que veio (triste).



Já achava os batons da Natura virem com espelho um charme, agora que eu tenho um para chamar de meu, estou adorando, porém confesso que não é o espelho mais confortável. É uma embalagem fofa, com cor bonita. E falando em cor, chego à escolha da cor desse batom. Na hora de marcar na revista fiquei em dúvida, porém, de todas as cores, essa era a que parecia mais combinar com o meu tom de pele, pois as outras eram mais cítricas e claras.

Não ia combinar muito, mas tudo bem. Escolhi o cereja. Achei que ele seria mais vermelho do que rosa (vai entender essa cereja e de onde ela vem) e por ser efeito mate, seria uma ótima opção para sair do Ruby Woo da MAC,

Quem já usou o Ruby Woo deve saber: impossível encontrar outro batom para chamar de nosso, não é?
Claro, que já usou e amou. Ele é mais chatinho de aplicar? É. Ele é bem seco e se a boca não estiver hidratada ele marca as pelinhas? Sim. Mas ele é ótimo por conta disso. Ele me deixou desacostumada, pois quando eu aplico algum batom de efeito mate, logo penso que ele vai secar e grudar nos lábios.

Mas isso não acontece.

Esse da Natura tem uma cor linda (apesar de ter um cheiro forte) e ele dura bem nos lábios. Sem contar que não "escorrega" da boca, sabe? Tipo quando você aplica o batom e por ele ser cremoso fica todo borrado, como se tivesse beijado na boca rsrs Sei que quando aplicamos lápis labial isso não acontece, mas acho que devemos ser sinceros e práticos: nem todos têm tempo para aplicar lápis labial TODO santo dia.


Tirando esses detalhes de acabamento em geral, gostei muito da cor, mesmo sendo rosa e bem vivo, ficou discreto na minha pele, ótimo para morenas. E o precinho? R$8,90!! Super indicado.

Look do dia: Lançamento da Topshop Topman Iguatemi

Olás, como vão?

Bom, esse look não é de ontem, nem de hoje. É de quarta-feira passada, no dia do evento da Topshop, que eu contei aqui para vocês! Eu tinha bolado algo bem mais bacana na minha cabeça, porééém foi tudo muito rápido, então ficou assim mesmo: normalzinho.

Tá, eu concordo, não está TÃO normalzinho assim, mas não ficou ultrapower estiloso. Enfim, foi corrido e confirmei presença no meio da tarde do evento, pois não tinha companhia. Eu quis ir com uma peça da loja justamente para prestigiar, afinal AMO de paixão as roupas deles.  Escolhi usar o tênis porque  estou morrendo de amores por ele e a blusinha foi o que tinha lá na casa do Th. Como ficou meio nada a ver com a blusinha, joguei a jaqueta por cima e ficou um estilo meio misturado.



Adoro essa bolsa, ela foi super "baratinha" e cabe bastante coisa. Mesmo sabendo que a galere no evento estaria toda trabalhada nas bolsas de mão, eu fui com ela, pois sou trabalhadora e fodase os outros.



Achei legalzinho o look e, por incrível que pareça, um dos menos "comuns". Explico. Comuns para a ocasião. Não porque eu estava mais bonita ou arrumada que as outras pessoas presentes (nem de longe e me arrastando), mas percebi algo interessante num evento de MODA: as pessoas são TODAS IGUAIS. Salvo algumas exceções, estavam todos padronizadinhos. Ok, estavam usando o que está "na moda" para eles (afinal há todo um processo do que é moda e para quem é moda), mas eu acreditava que as pessoas eram mais criativas.

Percebi uma padronização à lá Thássia, Lalá's (as duas) e mesmo que estivesse todo mundo bem vestido, achei que estava todo mundo bem monótono. Bem repetido. Acho que falta um pouco de personalidade para essas pessoas que se dizem da moda, um pouco de criatividade. Justo na quinta, enquanto pensava sobre esses detalhes no início do dia, uma amiga chegou com uma situação para corroborar meu pensamento.

Ela chegou comentando que pegou o ônibus com uma francesa que mora aqui no Brasil e elas conversaram sobre como a mulher brasileira se preocupa em ESTAR na moda, e não FAZER a sua própria moda. Ela me explicou como a francesa criticou de forma saudável a brasileira que vê uma coisa na novela e no dia seguinte tem em todas as prateleiras do país, pois quer fazer parte do que está sendo usado, porém não se preocupa em imprimir/ identificar/ressaltar quem ela é através da sua própria imagem.

Ok, cada um usa o que quer, o dinheiro é deles e eles escolhem o que querem, mas acho que a tal francesa tem razão. Antes de bombar todo o nosso guarda-roupas com as últimas novidades, devemos fazer uma reflexão se aquilo ali realmente faz sentido para nós e para nosso estilo e mentalidade. Além de pensar se em poucos meses aquilo ali vai ser encostado e nunca mais usado. Estilo e moda têm que estar relacionados não ao último lançamento da última semana de moda de Paris, pelo contrário, eles precisam estar alinhados aos NOSSOS anseios, aos NOSSOS princípios e aos NOSSOS mundos. Não dá para sair trabalhada nas grifes só para mostrar que está trabalhada na grife. Por conta disso, me senti muito bem sendo uma das únicas moças a estar de tênis e bolsa grande. E para ilustrar mais ainda meu discurso, usarei uma imagem da Shame:


E vocês?

Blusinha Brás R$10 | Saia Topshop R$35,00 | Tênis Riachuelo R$129,90 | Jaqueta Varsity R$89,90 | Bolsa Marisa R$40,00
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...