segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Look do dia: o tal grunge revisitado

Há algumas edições das semanas de moda pelo mundo, o grunge "chique" (como já li em vários sites e blogs) vem aparecendo como tendência garantida e o estilão de roqueiro largado vem sem sendo difundido.

Quer dizer, nem tanto o estilo de roqueiro largado, mas o bom é que as peças inspiradas nesse estilo ficam mais acessíveis e fáceis de encontrar (na minha adolescência era difícil achar uma bela camisa xadrez numa fast-shop) e o preço, muitas vezes, mais amigável.



Antes de falar de fato do look, uma curiosidade: sabia que o Marc Jacobs foi o primeiro estilista a levar a inspiração para as passarelas? Ele pegou a estampa vermelha clássica das camisas de flanela e usou em seu desfile pela Perry Ellis em 1992. Acontece que essa vanguarda toda do estilista custou o emprego, por não ter sido bem vista pelos donos da marca e em 2007 ele criou o "neo-grunge" que é mais ou menos o estilo que é adotado por fashionistas hoje. O mais legal é que aprendi isso num livro na época do TCC e não lembrava do assunto até começar a escrever o post!


Bom, agora sobre o look, foi um dia de preguiça para pensar no que ia vestir, então apostei na calça preta com blusinha branca, mas esses são sempre looks sem graça, para mim, então acrescentei o creeper de onça para dar um ar mais do "rock" no look e joguei o colar pesado, comprado na 25 de março, para continuar na mesma onda.

Tem feito calor em SP, porém como ainda estamos no inverno, oficialmente, sempre é bom carregar um casaquinho para o fim do dia, que normalmente esfria. Qualquer casaquinho que eu escolhesse combinaria com as roupas que estava usando e o xadrez ~grunge~ estava por cima, então peguei ele e pensei "porque não?", amarrei na cintura e usei assim o dia inteiro e não é que eu amei o resultado? E para os desatentos de plantão: o creeper é uma referência de estilo dos punks da década de 60 e 70 e não do grunge, eu misturei porque gostei!

O que vocês acham do grunge revisitado que tem sido tão visto nas semanas de moda pelo mundo?

Creeper  Spot Shoes R$30 | Skinny Renner R$70 | Camiseta A Costureirinha R$25 | Casaco Xadrez Malwee R$90 | Bolsa Chinesinho da lapa R$30 | Colar 25 de março R$10

9 comentários:

  1. Dorei seu look e que colar lindíssimo. E barato né?! Ah nem, só mó loka pra conhecer a 25 de março, mas moro em Minas. Bju.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando vier para SP, tenha a 25 como parada garantida. JURO, você não vai se arrepender!

      Excluir
  2. Amei o resultado do teu look. E é como vc disse, graças ao grunge ter virado modinha conseguimos as peças por preços amigos e de forma muito mais fácil que antes. Porém devo confessar que tenho um certo preconceito com a coisa do grunge revisitado ter ido pras araras do mundinho fashion. Meio que a atitude e o motivo do grunge se perde, sabe? Vira tudo uma mera questão de 'é a última moda então eu uso', e aí vc vê a patricinha andando com a camiseta do Ramones e uma camisa xadrez por cima...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Line, eu já vejo como um movimento muito interessante. Explico o porquê. O grunge surgiu como o "antimoda" e era algo totalmente subversivo, principalmente no começo da década de 90, em que a pegada fashion era outra. E aí, como num passe de mágica a moda se apropriou não só do estilo, mas da atitude de grunge e transformou isso numa coisa aceita e bem vista pela sociedade. Já parou para pensar em como isso é maluco? Pensa: o negócio era CONTRA a moda e depois virou a moda. Isso é sociologia, evolução. E assim, apesar de concordar com você, que é foda essas meninas que não sabem nada de rock usando camiseta de banda, é algo interessante do ponto de vista antropológico (desculpa a nerdice, rs).

      Excluir
    2. Sim, desculpo a nerdice, uma vez que sou exatamente igual! hahaha.. Concordo contigo no ponto antropológico da coisa e também fico dividida entre as duas opiniões, sabe? Por um lado odeio essa popularização e por outro acho o máximo ver como as pessoas seguem a moda. É louco mesmo ver algo que era pra ser contra agora ter virado o 'certo'. É interessante demais isso, como a moda, como os estilistas ditam e mandam no que as pessoas devem gostar ou não. Tipo, só pq eles acharam: olha que xadrez legal, vou lançar como moda. Daí de repente todo mundo achava a coisa mais linda do mundo. É nesse sentido que eu fico puta. E como comentário adicional, eu simplesmente NÃO ACREDITO que eu achei alguém que concorda comigo com essa ambiguidade que é a moda!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    4. HAHAHAHAHAHAHA O legal é toda essa identificação que rolou né?!

      Eu super te entendo e fico MUITO feliz em ter alguém que compreende essa loucura ambígua que é a moda e o sentimento, também ambíguo, por ela. Obrigada, esse seu comentário me fez uma pessoa feliz e realizada <3 Podemos travar todas as discussões nerds possíveis, não vou ligar!

      Excluir
  3. Layne Staley se estapeia no túmulo ao ver o grunge ser inspiração pra moda hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHAHA definitivamente!
      Mas é uma roda viva que não para de girar né!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...