segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Diário da Blogueira: Minhas tatuagens e seus significados

No meu último post a lindona da Thamy pediu para eu eu falasse sobre as minhas tatuagens no blog e tenho que confessar que já estava me preparando para isso mesmo, afinal é um tema que eu gosto muito e eu amo as que eu já fiz, então aproveitei para unir um pedido de uma leitora tão querida a um desejo antigo!

Bom, quero começar falando da minha relação com a tatuagem e como ela começou. Por volta dos meus 11 anos eu comecei a gostar de skate e hard core (até então eu gostava de músicas e coisas de criança mesmo, tipo Chiquititas e Rouge) e passei a incorporar o estilo mais skatista aos 12, 13 anos. Desde então passei a gostar muito de tatuagem e body modification, porém tive uma criação bem rígida, crescida dentro de igreja e sempre me foi ensinado que era algo errado.

Independente de como as coisas me foram ensinadas, eu passei a ter a minha opinião própria e sempre quis fazer todas as coisas que eu tivesse direito, porém sempre me prendi em respeitar o espaço da minha mãe, que não gosta e não aceitava nem um pouco bem. Entretanto em algum momento a gente tem que deixar se importar 100% com a opinião dos outros, mesmo que seja a da nossa mãe. Acho que mais vale a transparência de ser como sou, do que ficar fingindo ou evitando apenas para agradá-la. Sinceridade é tudo e constrói caráter (seja de um tatuado ou não).

Então eu furei as orelhas, furei o nariz, migrei para os alargadores (ainda que pequenos, para não chocar) e no fim do ano passado fiz a minha primeira tattoo:

 
"Some are dead and some are living. In my life i've loved them all" (Alguns estão mortos e alguns ainda vivem. Em minha vida, eu amei todos eles)

Essa tatuagem é uma homenagem póstuma. Grandes amigos nossos sofreram um trágico acidente e uma grande ferida ficou aberta desde então e eu sentia a necessidade de fazer algum tipo de homenagem. Eu tinha escolhido uma frase de uma música da Avril Lavigne que falava justamente sobre perder alguém: "The pieces of my heart are missing you" (Os pedaços do meu coração sentem a sua falta). Mas isso foi bem na época em que o acidente aconteceu e eu estava ainda muito angustiada com a perda. Como demorei quase 2 anos para criar coragem para enfrentar a minha mãe, meu coração se aquietou um pouco e pude perceber que havia uma maneira mais leve e bonita de fazer uma homenagem: dedicando àqueles que já se foram (não só ao Rafa e à Camila, como também a minha avó materna), e também àqueles que estão vivos e que eu amo muito. Sem contar que eu achei muito melhor me marcar com uma música que fala de sentimentos bons, como saudade, amor e amizade, do que uma tão triste como a da Avril. Foi isso que encontrei na música "In My Life" dos Beatles. O resultado foi essa bela e tão delicada tatuagem.

Depois disso resolvi tatuar uma referência à uma das minhas maiores paixões na vida:

Uma Estrela de Oswald
Muitas pessoas acham que é uma estrela de Davi, mas apesar de ter seis pontas, ela é coloridinha assim não porque eu tenho a mentalidade de uma criança de 5 anos, mas por se tratar de um estudo de cores, usado em tudo que for cor, e também usado na Maquiagem. Acontece que a estrela é formada por dos triângulos principais: um com as cores primárias (vermelho, amarelo e azul) e um com as cores secundárias (verde, laranja e roxo). São as cores que se neutralizam e complementam. Para uma pessoa que trabalha com o uso da cor é algo que faz muito sentido. Eu queria uma referência que não fosse óbvia (como um pincel, por exemplo) e deu super certo, eu adoro ela. Porém foi minha primeira tatuagem colorida e eu cutuquei o azul, formando um queloide, dá para perceber na foto!

No dia que fui retocá-la, aproveitei para fazer uma nova:

Participante Ativo da Eterna Mudança
É uma frase de uma música que eu gosto muito e faz muito sentido para mim. Suave, da banda Forfun (aka, banda favorita), desde quando eu fantasiava fazer tatuagens e queria ter um milhão delas, era algo que eu queria carregar comigo. Definitivamente eu sou uma pessoa em constante mudança, atenta aos acontecimentos ao redor e acabei tatuando isso no dia em que minha mãe foi embora para Minas Gerais com o meu avô, afinal quer mudança maior do que essa? Escolhi essa parte do corpo, porque eu acho muito legal e ainda sim não se tornou algo chamativo como fechar o peito, por exemplo. (Vamos lembrar que trabalho com assessoria de imprensa e as coisas são liberais, pero no mucho, infelizmente).

E anteontem fiz minha 4ª tatuagem:

Uma andorinha old school.
Eu gosto muito desse estilo e meu tatuador (que fez todas as minhas tatuagens até agora), é especializado nesse tipo de desenho (e no oriental também). A andorinha tem um significado muito forte para mim e uma simbologia marcante há muito tempo. Ela remete à lealdade, bem estar, família, amizade. Ainda remete à ligação forte com a nossa terra, com a nossa raiz. Um curiosidade sobre as andorinhas é que marinheiros tatuavam a imagem para dar boa sorte e esperança em voltar para casa, pois andorinhas não voam para muito longe da terra firme. Acho que o significado dela é lindo e me faz lembrar dos amigos e da adolescência. Amei o trabalho que ele fez durante uma convenção em Taboão da Serra e mesmo com a dor (meu pé ainda está bem inchado) estou adorando o meu novo desenho.

Esses são meus desenhos e os motivos pelos quais escolhi fazê-los. Eu não me arrependo deles e tenho a impressão de que sempre estiveram ali, engraçado né? Eu aconselho as pessoas a escolherem bem os locais e os desenhos que vão fazer para não ser algo passageiro demais. Tatuagem é algo atemporal, por isso não dá para seguir modinha nesse aspecto. Eu faço coisas que têm todo sentido para mim. Tenho outra a caminho e acho que depois dela vou sossegar um pouco, rs Mas é algo que eu gosto muito e com toda dor que está associada ao processo de tatuar, eu não as deixo de fazer, pois é algo que me dá muito gosto e felicidade. Acho uma arte corporal maravilhosa.

Espero que gostem! Se tiverem tatuagens, compartilhem suas histórias e fotos comigo!
UPDATE: Quem faz as minhas tatuagens é o Roger, conheço ele há muitos anos, desde o colégio e acompanhei toda a evolução dele, todo o profissionalismo e dedicação. Se estiverem procurando um tatuador bom e atencioso, podem apostar nele. Lembrando que o estilo dele é old school e oriental! Um beijo!

5 comentários:

  1. Sua primeira tatuagem é linda! *-*
    A gente pira com os desenhos no Facebook né? rs. Adoro conversar disso com vc, temos gostos muito parecidos (tb quero tatuar algo do Forfun ^^)
    Todos os desenhos muito bem feitos!

    E que venham as próximas :D

    Beijos!
    http://pinupinsana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Menina!!! Eu jurava que você se tatuava há anos!! rs...
    Eu sou fascinada por tattoos também e já estou na minha oitava, planejando a nona!
    Vou contar rapidinho aqui, porque infelizmente aqui na senzala não tenho minhas fotos!! rs...

    A primeira que fiz, logo aos 14 anos foi uma estrela atrás da orelha, precisava ser discreta pq meu pai odeia essas coisas, mas minha mãe me apoiava! Fui lá e fiz! Minha ansiedade era tão grande que não lembro de ter sentido dor alguma :)
    A segunda foi uma orquídea no quadril direito, com a inscrição "mãezinha" em cima, mas não me lembro quantos anos eu tinha, só sei que foi logo depois de minha mãe ter falecido. Orquídea porque era sua flor preferida e mãezinha porque era o modo como todos a chamavam.
    Depois de uns anos fiz uma borboleta na escápula esquerda, muito mal feita, que acabou sofrendo dolorosas sessões de laser na tentativa de apagá-la, o que não deu certo, óbvio, porque era colorida. Aí, acabei por fazer outra em seu lugar, lindona! Mal feita ou refeita, o significando era uma grande mudança em minha vida. Alguns anos após, aumentei a orquídea do quadril, que pegou a inscrição e tudo, e a inscrição 'mãezinha' acabou indo pra costela direita, contabilizando minha 4ª tatuagem (porque os retoques ou alterações não contam! rs). Faltava alguma coisa, alguma conexão entre a borboleta, a inscrição e a orquídea! Foi quando vieram os arabescos, que vão desde o ombro esquerdo, cruzam minhas costas e descem por toda lateral direita até chegar à orquídea (5ª tattoo). Tempos depois decidi escrever "verás que um filho teu não foge à luta" em homenagem ao Brasil no tornozelo esquerdo porque sou patriota e também porque é uma frase famosa entre lutadores (e eu tenho praticado Jiu Jitsu há algum tempo). Em seguida veio a andorinha (no tornozelo esquerdo, logo acima da frase do hino), escolhida pelo mesmo significado que você já descreveu e porque eu e minha irmã decidimos fazer uma tatuagem igual (o que não deu certo, porque temos estilos diferentes, então, optamos por fazer uma andorinha, cada uma em seu estilo), chegando a 6ª tattoo. A 7ª é a cadeia química da Adrenalina, porque sou bióloga de formação e também ligada no 220! rs... e a 8ª é a patinha do meu cachorrinho, uma foto da patinha, e não o carimbo como todos costumam fazer (no face tem a foto se vc sentir curiosidade)... fiz há uns 4 - 5 meses e há menos de 1 mês ele veio a falecer, aos 16 anos e 11 meses! :(
    A 9ª tattoo quero fazer uma inscrição na clavícula direita, parecida com a sua, mas quero que ela siga o desenho da clavícula mesmo, não reta como você fez. Só não decidi ainda o que escrever, porque concordo quando você diz que tem que ser uma coisa muito pensada! São marcas da minha vida, que vão contar minha história quando eu for bem velhinha!

    Ufa... desculpe o texto! Mas quero ainda dizer que adorei horrores que você tenha feito este post e tão logo eu o tenha pedido! Você é uma linda! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UAAAU! Você é viciada como eu, uhauahuah Adorei os significados das suas e vou procurar no face para eu ver como são!! Acabei de riscar uma nova, na quinta feira, na costela! Eu gosto muito, mas me acho muito sensível, então sempre acabo pensando "ai, não vou mais fazer tatuagem" UHAUHAUHA e vou e faço! O pior é que a gente começa a fazer a não quer parar mais! Depois te mando foto da nova!!!

      Excluir
  3. Eu tbm gosto muitoo de Tattoo. Eu tenho duas, as duas feitas esse ano, duas lotus e uma borboleta nas costas e uma borboleta no pé. Deixando claro eu gosto muito de borboleta, acho lindo e um dos significado é liberdade e a lotus é superação. As suas são lindas e com belos significados tbm. Muito combina com seu estilo. Quero fazer mais . Ah e sobre o que eu disse dos meus olhos pra variar não tenho côncavo. Por favor quando possível vc faz um tuto pra me ajudar? vila.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...