quarta-feira, 31 de julho de 2013

Ressuscitando a TAG Repaginando o Guarda Roupas

Dias desses, procurando umas imagens no histórico do blog vi muita coisa antiga e me lembrei de quando escrevia aqui sobre como repaginar o guarda roupas gastando pouco. Eu adorava aqueles posts, pois além de conhecer meu próprio estilo, eu garimpava peças de brechós, em liquidações e coisas do gênero.

Adorava registrar cada passo, mesmo olhando hoje e pensando "nossa, eu achava isso legal" hahahaha, mas isso faz parte de quem somos e de quem nos tornamos no decorrer da vida, mudamos a cada dia, a cada experiência, então é normal o estilo e os gostos mudarem também.

Bom, voltando para a Tag Repaginando o Guarda Roupas, resolvi falar sobre ela novamente por que percebi que não amarrei o final da história! Quem me acompanha há bastante tempo também percebeu? Acho que sei o que aconteceu!


Mudei de emprego no mês de agosto e desde então meu ritmo no blog diminuiu muito, logo parei de fotografar as peças novas, perdi o timing da brincadeira e quando fui ver já estava me focando mais no curso de maquiador do que em qualquer outro tipo de post!

Enfim, o que eu percebi olhando essas fotos foi que mesmo parando de "controlar" o que eu estava comprando e sem compartilhar isso aqui no Pitada e continuei a repaginar meu guarda roupas.

Meu estilo mudou muito no último ano, perceberam?! Acho que um grande impulso para isso foi quando cortei meu cabelo bem curtinho, o fato de não ter o cabelo como "acessório", me forçou a criar mais na hora de me vestir. Na verdade, eu acho que cortar o cabelo me libertou muito, pois passei a usar coisas que não usava quando tinha cabelo comprido, engraçado né?

Claro, não estou dizendo que para evoluir no estilo de vocês, todas(os) devem cortar os cabelos bem curtinhos e moderninho, mas se posso sugerir algo por experiência própria, é que desamarrem o que prende vocês, leiam sites e blogs de pessoas que o estilo agrade vocês e se adaptem ao estilo naturalmente!

Eu sou chegada num estilo "mendigo-moderno-roqueiro-arrojado-hipongo" (eu sei, é difícil de visualizar), e existem blogueiras e jornalistas (que pude conhecer com as minhas viagens) que são assim também, então me inspiro nelas. Mas não penduro foto de nenhuma delas na minha parede do quarto para ser como elas algum dia, não, eu procuro entender como esse estilo COMPLEMENTA a personalidade delas!

Acho que o que falta em alguns blogs de "moda" (entendam que eu NÃO considero blog de moda, blogs que são de look do dia, blog de moda é aquele que tem informação e reflexão sobre o assunto, seja sobre semana de moda, história e afins) é justamente isso, a conversa do estilo com a personalidade e com a atitude de quem veste algo.


Eu não vou aparecer aqui de vestido "bolo", saltinho de princesa e coroa no dia do meu casamento, pois essa não sou eu, deixa isso para as meninas lindas que são meigas e delicadas! Às vezes algumas blogueiras ou até mesmo instagramers (isso já existe, "celebridades de instagram") ficam preocupadas demais em montar um look para ganhar muitos likes e comentários, mas não passam sua essência no que estão vestindo!

Eu entendo perfeitamente que muitas pessoas nem encontraram sua verdadeira essência na hora de se vestir e ainda não conseguem passar mensagens com suas roupas, mas que são ótimas pessoas. Entendam que não saber qual é o seu estilo não é nenhum problema, desde que seja verdadeiro. (Vamos parar de montar look do dia só pra postar no blog, porque no faz de conta a gente usa tudo que quer e tanto faz, mas sair na rua do jeito que queremos requer coragem às vezes).


Digo isso tudo por que eu sei o que passo diariamente por não ter o estilo mais convencional de todos. Muitas pessoas (mulheres principalmente) me medem todos os dias, como se tivessem uma visão de raio x, na empresa me chamam de doidinha e já ouvi que meu estilo é todo doido, minha mãe e minha sogra declaram o ódio delas por algumas das minhas peças de roupa (essa parte é divertida até hahaha). Já ouvi um senhor de 40 anos exclamar um "nossa senhora" em tom de escárnio quando passou por mim pela manhã e isso porque eu não sou punk ou gótica, que sofrem ainda mais recriminação da sociedade!

Mas mesmo com todas essas coisas, eu amo quem eu tenho me tornado, amo meu estilo, minhas escolhas na hora de comprar, minhas escolhas na hora de montar um look,  fotografar o que eu visto diariamente, para ir trabalhar, passear, o que eu realmente uso.

E isso tudo só foi possível por que eu passei a olhar primeiro para a minha personalidade do que para a aparência em si, o que está por fora é reflexo do que tem por dentro, e é por isso que eu preso muito pela verdade na hora de se vestir.




Independente de estilo, é importante se amar e se encontrar consigo mesmo a cada dia, dessa maneira, a gente vai encontrando a nossa essência aos poucos. E com isso, eu repaginei o meu armário e hoje visto o que gosto, mas ainda não atingi o auge do meu estilo mendigo-moderno-roqueiro-arrojado-hipongo, mas tou aqui, tentando!

E você? Gosta da forma como se veste e do que tem no seu guarda roupas?

Look do dia: jack daniels e um pouco mais de frio

Nos poucos dias que resolveu fazer um pouco mais de calor (ou menos frio, como preferirem), contei com a variante de que o tempo podia virar, então deixei duas blusinhas na agência, só para garantir mesmo. No início da semana passada estava com vontade de estrear minha segunda camiseta temática comprada no Bom Retiro, mas estava um sol bem forte lá fora, então resolvi usar a jaquetinha mais fina para não sofrer muito e assim fui eu lá trabalhar. E até passei um pouco de calor, até a hora do almoço.

O tempo começou a virar e eu tive a sorte de ter blusas mais quentinhas para poder me agasalhar na hora de voltar para casa! Essa jaqueta eu comprei junto do meu casaco da Renner, pois eu também não tinha nenhuma dessas jaquetinhas que a gente joga por cima só para enganar um ventinho gelado que esteja batendo, sabe? Ela estava na promoção quando fui ver a jaqueta mais pesada e resolvi provar.





Ela é cinza escura, levemente esverdeada, e tem aplicações em tachinhas, ela não é nem um pouco quente, é dessas jaquetas para compor look mesmo, mas achei ela muito útil. O preço, mesmo em promoção, não foi tão animador, mas como estava em meu rompante de merecimento, levei as duas.

Lembrando que eu faço compras constantemente, mas procuro comprar coisas mais baratas e acessíveis, mas nas últimas semanas tive um certo descontrole financeiro, com tantas mudanças e acabei gastando o que não devia, afinal estou juntando dinheiro com o Thiago e preparando coisas para o enxoval. Apesar dele não ter me pedido em casamento, já estamos arrumando as coisas, rs <3

Já a botinha, que eu acho que ainda não apareceu aqui, eu ganhei na agência, no dia do meu aniversário, de uma vaquinha que o pessoal fez!

Ah, e essa cara é de quem tava bem cansada, mas pelo bem geral dos posts faz um último esforço no fim do dia para parecer legal, hahahaha

Jaqueta Renner R$99 | Camiseta Temática R$20 | Calça Renner R$70 | Bota Azcalture Presente R$99 | Bolsa R$20

terça-feira, 30 de julho de 2013

Look do dia: cropped de moletom, saia plissada e keds de couro

Teve um  dia da semana passada que não fez tanto frio quanto tem feito nos últimos dias e eu aproveitei para desenterrar algumas peças do meu guarda roupas e também para usar uma meia calça, já que alguns dias não tem dado para usar só a meia calça!

Adoro usar saias e bermudinhas com meia calça, mas o inverno até que tem dado o ar gelado da graça e não tenho conseguido usar tanto quanto eu gostaria. Essa saia já apareceu algumas boas vezes aqui no blog e a cropped eu ensinei a fazer com uma blusa de moletom aqui. Para quem quiser saber: Já lavei na máquina mais de uma vez e nenhuma das pedrinhas AMEAÇOU de cair. A cola para lantejoula é potente mesmo, é só aplicar direitinho!!



Já o tênis Keds é um velho de guerra que me acompanha há bastante tempo e estava com a sola descolando de tão batido! Mas como eu sou chegada num pisante antigo, colei a parte que estava soltando e finalmente voltei a usá-lo! Desse jeito montei um look com peças que estavam mais encostadinhas. Acontece que eu não canso de falar como tenho dificuldade para me arrumar no inverno. Eu coloco quilos e mais quilos de roupas, faço milhares de sobreposições, mas sem a intenção de ficar bonita ou estilosa, eu passo muito frio então acabo priorizando o conforto do que o estilo. E nesse caso o meu conforto são casacos e cachecóis que me fazem parecer um boneco de pelúcia embrulhado.

Moletom Cropped Acervo Pessoal | Saia Plissada R$ 25 | Meia Calça Lupo'80 R$16 | Keds de couro R$8-

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Look do dia: preto e cinza, a dupla do inverno

Se tem uma coisa que eu não sou boa é me arrumar no frio. Tenho MUITA preguiça, muita preguiça mesmo. Esse look já tem quase duas semanas e eu tinha esquecido de publicar aqui. Na verdade ele está salvo no rascunho desde quando fiz as fotos, mas vocês sabem como eu sou esquecida. Bom, voltando, em dias muito frios eu tenho me fechar por completo para não passar nem um pouco de frio, porém não é algo que dá muito certo.

Claro que algum frio nós sentimos, não é?

Bom, eu tive que comprar alguns casacos e cardigãs nos últimos meses por que eu estava muito ruim de roupas de frio. A impressão que eu tenho é que sempre falta algo no armário, isso acontece com vocês também? Eu tiro roupas para doar e tudo mais, mas a impressão que eu tenho é que falta blusinha, falta calça, casaco. Enfim.

Essa blusona pesada eu comprei na Renner, não me lembro agora se ela já apareceu em algum look, e foi num desses dias que eu simplesmente decidi que merecia comprar um bom casaco. Foi um pouco antes do frio intenso começar (tivemos diversas oscilações no clima em SP, mas tem um tempinho que o frio tem dado as caras), eu estava somente com a jaqueta de couro e o casaco militar comprado numa liquidação no ano passado e precisava de algo além desses dois.



Escolhi a jaqueta preta pelos motivos mais óbvios: preto vai com tudo, tem touca, é bem pesada. Cheguei a ver outros modelos de casaco, mas eu realmente precisava de um casaco para o frio do dia a dia e não uma blusa bonita para sair à noite de carro, sabe? Então desembolsei um pouco mais de dinheiro e peguei o casaco pesado. Ele vinha com aqueles pelinhos na touca, mas não adianta, pelos não me descem desde nunca, então aproveitei que eram removíveis e os tirei (por falar, ainda estão no armário da agência hehehe).

O vestido de tricô é um daqueles achadinhos que a gente pensa "acho que nem vou usar tanto", entretanto ele tem sido bastante útil nesses dias, pois mesmo tendo as mangas curtas, é bem quentinho e comprido. Isso é importante, porque sinto muito frio nas costas e no "cofrinho" e não consigo suportar a ideia dessas partes ficarem "expostas" nessa época do ano (não que elas fiquem normalmente).
.
O coturno já anda sozinho, nem preciso comentar, né?! rs

Jaqueta Renner R$160 | Vestido de Tricô comprado em Monte Sião (MG) R$25 | Legging R$15 | Coturno Azcalture R$115 - Presente

domingo, 28 de julho de 2013

Look do dia: ramones, meia calça e creeper

Usei esse look para ir ao cinema no sábado passado (não ontem) assistir Truque de Mestre com o TH e meu cunhas e comprei todos os itens (menos a bolsa e o sapato) no mesmo dia. Comigo é assim: roupa nova no guarda roupa QUEIMA, pois não dou tempo nem bem de tirar da sacola!

Fui com a minha sogra comprar alguns tecidos lá no Bom Retiro, para quem não é de SP e não conhece, lá é um polo comercial de vestuário e também de itens para produção do vestuário. Para quem quer comprar bem ou então costurar/abrir confecção, lá é um dos melhores lugares para começar. Aproveitamos que estávamos pertinho da Rua José Paulino (a mais famosa da região) para dar uma olhada nos precinhos, afinal estava tudo em liquidação!

Passando por uma lojinha vi essas blusinhas com temas de banda e tinha com manga comprida. Nem preciso dizer que pirei né? Corri e comprei duas, mas uma não é de banda, ela vai aparecer essa semana no blog.


A bermudinha não é do Bom Retiro, comprei junto da meia calça no Extra da Anhanguera, não tenho nenhuma bermudinha preta/escura, só em lavagens de blue jeans, camuflada e até alfaiataria, então aproveitei que queria muito e ela estava baratinha para comprar, mas ela está meio folgada, pois o menor número era 38! A meia calça eu acabei comprando depois de muito pensar, mas adorei no corpo e estou tomando o maior cuidado para não puxar nenhum fio, afinal ela é muito diferente e estilosa ao mesmo tempo (diferente de algumas meias, que são horríveis!) e ela combinou muito com o meu estilo!!

No fim do dia eu estava muito contente com o look que montei, pois achei muito legal e a minha cara ao mesmo tempo!!

Camiseta Ramones R$20 | Bermuda Extra R$30 | Meia Calça Trifil Fashion R$ 20 | Creeper R$100 | Bolsa Emme Presente <3

Diário da blogueira: e quando surge a frustração?

Quem nunca se deitou para descansar após um longo dia de trabalho e começou a pensar na vida. A gente começa aos poucos, pensa nos dilemas do dia, de como foi difícil resolvê-los. Dali a pouco já estamos pensando em como não gostamos tanto assim do que fazemos. Adormecemos. Outro dia passa e novamente recostamos nossas cabeças no travesseiro. Mais pensamentos e reflexões. Acontece que em determinado momento estamos repensando até mesmo as nossas escolhas, nossos relacionamentos, amizades. Tudo. Talvez, ao mesmo que tempo que seja uma dádiva, o questionamento seja um fardo difícil de carregar.

Afinal não sabemos as respostas de quase nenhuma de nossas perguntas e o que fica são sempre mais perguntas. Às vezes através de tantos questionamentos nos deparamos com uma intrusa que vive à espreita: a frustração. Não é algo inerente à vida, ou que seja contagioso, como a gripe. É algo que vem nos destruindo de dentro para fora e quando nos damos conta, já estamos amargos e diferentes (muitas vezes para o lado ruim, infelizmente).

Talvez alguém que chegue até aqui possa dizer que nunca se frustrou após horas de reflexão sobre sua própria vida e talvez até tenha que realmente nunca se frustrou, mas venho lidando com isso há um tempo e gostaria de compartilhar um pouco mais além das sombras e batons que tenho na maleta de maquiagem.

Toda vez que começo um papo com alguém sobre a vida, sobre problemas e dilemas, há sempre quem diga que "todos nós passamos por isso e que é um momento de transição, então é preciso ser forte". Minha frustração com a vida se agrava ai. Não quero saber se todos passam por isso, eu estou passando agora e não está fácil, então podemos focar em "como melhorar"?.

"Como melhorar". Soa tão simples, não? É simplesmente ligar a chavinha e, pronto, tá tudo bem novamente. Na verdade, as mesmas pessoas do discurso vazio de que todos passam pela mesma coisa, são as mesmas pessoas que nos pedem para ficarmos bem. São as mesmas pessoas que simplificam o que não dá para ser simples e dizem "pronto, essa é a fórmula da felicidade". A impressão que dá é que querem se livrar logo da conversa.

Então ai percebemos que não temos tantos amigos assim, que as pessoas que pareciam próximas não são tão próximas assim e que no fundo, eles agem com superficialidade com o que acontece em nossas vidas. Mas ai vocês me perguntam "e agora, se a gente não tem ninguém, o que podemos fazer para melhorar?". Então eu respondo: também não descobri, mas quero falar sobre um lado da frustração que muitas pessoas nem consideram existir.

Quando uma pessoa se vê frustrada, outras pessoas usam essa frustração como fonte de inspiração para que algo seja alcançado. Seja perder peso, seja arrumar um novo emprego, seja arrumar um novo amor. Tudo é muito simples da boca para fora: "ah, é só parar de comer e fazer 500 abdominais por dia". Mas e na hora de passar fome? A gente quer desistir. Dizer "Vai e faz" é fácil, ir e fazer é tão simples quanto? Não acho.

É a mesma coisa que penso sobre a frustração profissional, ou então no relacionamento. Penso que se tem um sentimento que a frustração traz, mais que a motivação para uma vida melhor, é o sentimento do medo. Quando estamos desacreditados, simplesmente temos medo de arriscar, de nos jogar para uma nova vida de possibilidades. De criar e de nos desfazer de antigos hábitos. Fica uma névoa escura pairando em nossas cabeças e nos faz pensar que, realmente, não tem nada que possamos fazer para melhorar, ou até mesmo não há maneiras de mudar, pois nada seria algo de sucesso.

Tá, eu sei que isso é coisa da cabeça. Mas novamente eu pergunto: Tá, e como faz para mudar isso? São caminhos e escolhas muito difíceis de tomar e na hora que a gente se pega pensando nessas coisas, não faz a mínima ideia de como melhorar, apenas pensamos em como não somos capazes de nos "mover".

Acho que, talvez, falando sobre isso, afaste cada vez mais e encontre mais força para resolver os pontos soltos da minha vida. Melhor ainda usar um espaço meu para falar sobre isso, afinal nem sempre as pessoas estão interessadas em conversar conosco de verdade. Estão apenas fazendo "média", então deixa esse texto com essas palavras no mundo, para que alguém que queira conversar, saiba que tem outras pessoas passando e pensando a mesma coisa. E ai, enquanto isso, vou vivendo mais um dia após o outro.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Pitada de Beleza: Caneta Delineadora Tracta

Juro que não é displicência minha, ou talvez desinteresse. Apenas tenho enfrentado uma fase de desânimo muito grande. Já li por ai que isso é comum e que todas as pessoas passam por isso, entretanto, mesmo sendo algo comum, é algo bem chato, não acham?

Mas, como eu tenho algumas coisas prontas, resolvi mostrar, pois dica boa não custa nada e não mata ninguém, para falar a verdade, talvez até faça bem! Bom, na mesma leva de produtos que veio o blush da Avon, veio uma caneta delineadora da Tracta.Está escrito na embalagem que ela é longa duração e eu resolvi testar para ver qualé que era a dela.



A ponta dela é mediana, já umas bem mais finas e outras bem grossinhas, ela também não é tão firme, acho mais fácil quando são mais maleáveis, afinal o olho não é retinho, então fica mais fácil deslizá-la pela linha dos cílios. Confesso que não sou a maior fã de canetas delineadoras nem delineadores em gel, eu realmente prefiro os delineadores líquidos, mas eu tento dar chances à esses produtos por dois fatos: eu maquio outras pessoas e porque às vezes eu gosto de variar.

Achei muito fácil de aplicar, ela desliza super bem e pigmenta bem, não preciso passar duas vezes no mesmo lugar para ela ficar mais escura. O traço fica firme e bem sequinho, mas achei que em determinado momento ela transferiu um pouco, não tanto quanto outros produtos que já testei, mas um pouquinho sim!


Aqui dá para ver como ela fica aplicada! Bonita, né?

No site da Tracta ela é vendida por R$29,36  (não sei porque esses centavos contados, mas ok!)

Arrasem!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Tutorial em fotos: Maquiagem colorida para a noite/festa

Esses dias me pediram um tutorial de maquiagem para a noite/festas e me disseram também que tinham muita dificuldade na hora de elaborar maquiagens assim. O problema é que a falta de prática pode colocar tudo a perder se algum erro acontecer minutos antes de você sair de casa.

A minha maior dica é fazer com calma e treinar uns dias antes, também fotografe e veja no que está acertando e errando! E mais: não tenham medo de errar! Se joguem, sempre!


1) Uniformize a Pele. Marque o seu côncavo com sombra marrom opaca.


2) Esfume bem com um pincel fofo. Complete o canto do olho com sombra marrom e esfume.


3) Aplique lápis branco ou primer para potencializar a cor da sombra. Eu usei um lápis branco. Espalhe bem.


4) Aplique sombra coral na pálpebra móvel. Fica assim.


5) Aplique sombra coral na pálpebra móvel. Fica assim. Com um pincel pequeno, ilumine o canto interior com sombra clara, eu indico uma com brilho. Com um pincel pequeno e fofo, faça um "c" em direção ao canto externo do olho com sombra preta opaca.


6) Fica assim. Comece a esfumar com um pincel fofo e leve o esfumado para o canto interno.


7) Vá aplicando mais sombra preta aos poucos, sempre esfumando. Com o pincel sujo de marrom, use um pouco de sombra marrom para esfumar e melhorar o acabamento da maquiagem.


 8) Se não quiser "subir" muito a cor preta, use um pincel limpo. Aplique algum iluminador líquido ou sombra úmida no canto interno para intensificar a iluminação.


9) Aplique sombra preta na raiz dos cílios no canto externo e sombra coral no canto interno. Abuse do lápis preto na linha d'água inferior.


10) Faça um traço firme com delineador. Ilumine abaixo da sobrancelha e aplique bastante máscara para cílios!


Arrase com uma maquiagem elaborada na próxima festa!

Beijos

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Pitada de Beleza: Blush Avon Colortrend

Toda vez que uma amiga minha tem algum produto e ela:
1) não gosta
2) não consegue usar
3) não pode usar

Elas mandam para eu testar e colocar na maleta. Em muitos dos casos eu tento ensiná-las a usar e também a gostar do produto, porém dessa vez o caso foi um pouco diferente! A Camila, amiga minha, precisou cortar o uso de maquiagens por conta de um tratamento dermatológico que ela iniciou, então logo separou uma porção de coisas (máscara de limpeza, protetor facial, loção adistringente -?-,e afins) para me mandar.

Entre eles veio esse blush da Avon que, por incrível que pareça, eu nunca tive nem testei. É da sub linha Color trend na cor Rose Pink. Ele tem cintilância e é bem rosa na embalagem, mas quando aplicado ele não fica tão forte, tive que passar mais de uma camada para ele aparecer!



Nessa foto dá para ver que o brilho dele é prateado, percebem?


No rosto, com algumas camadas para aparecer: um rosinha bonito e iluminado, ótimo para o dia a dia. Claro que durante o dia não iria pesar tanto, mas ele fica um pouco mais suave, o normal, rs

A duração dele é normal, como todo blush em pó, o que fica por mais tempo são as partículas de brilho! O ótimo é que custa em torno de R$13 reais na revista e você encontra uma revendedora com muita facilidade. Também dessa mesma linha de blushs, eu já tive o "Bronze" e cheguei a comprar duas vezes, pois eu amava ele. Por falar, acho que vou trazer ele de volta para a minha vida :)

E vocês, já usaram?

Look do dia: nike e burgundy

Essa sou eu EXTREMAMENTE criativa para o nome do post. Sinto muito, mas já estou bem cansada e a minha cabeça está falhando já! Usei esse look ontem (quarta-feira) e foi uma tentativa preguiçosa de me arrumar e ficar bonitinha. Acontece que, como já disse algumas vezes, eu MORRO de preguiça de me arrumar no inverno e ontem, claro, não foi diferente!!

Percebam que a minha cara na primeira foto também não é das melhores, mas eram mais de dez da noite quando fiz as fotos, então por favor, relevem também, rs

Como tem feito frio à noite e pela manhã, sempre opto por roupas mais fechadas, principalmente nos pés, então sempre estou de botas ou tênis! Como escolhi usar o tênis da Nike para deixar as botinhas um pouco de lado, resolvi usar essa camiseta que comprei tem algumas semanas lá na Drastosa, distribuidora e fábrica de algumas marcas em SP, junto de um tênis (que ainda não apareceu aqui), como meu sogro trabalha lá, a camiseta saiu um pouco mais barata, mas foi algo em torno de R$45 reais. Achei ela linda e mesmo que fique um estilão mais "rapper" eu adoro e combina comigo, pelo menos eu acho!



O engraçado de looks que assim é que eu me sinto muito adolescente, por lembrar da minha fase skatista. Vou ver se recupero algumas imagens para mostrar para quem me conhece a pouco tempo. Também acho legal para ver como as coisas mudaram, afinal antes eu usava roupa larga e boné. Parecia muito um mini "mano", mas poxa, eu era feliz! É engraçado como, desde pequena, eu usava o vestuário para mostrar ao mundo como eu era, como eu queria ser.


Bom, depois dessa breve nostalgia, volto para o look! Como eu estava relativamente simples, resolvi usar um batom power para chamar a atenção, uhauahuhauhauha E vocês viram? Agora eu já consigo prender o meu cabelinho <3

E aí, quais são as memórias da adolescência de vocês?

Jaqueta Varsity Renner R$89,90 | Jeans C&A R$49,90 | Camiseta Nike R$45,00 | Tênis Nike (Presente) R$150,00

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Look do dia: vinho, verde oliva e preto

Sim, um look do dia depois de muuuuiiiito tempo sem looks do dia. Acho que depois que vim morar na casa do Thiago, não fiz nenhum look e foi pelo simples fato da confusão+falta de espaço apropriado. Claro que eu poderia pedir para alguém na agência fotografar, mas acontece que ainda para completar, eu tenho muita preguiça de me arrumar no frio e tive doses cavalares de trabalho nas últimas semanas.

Estava sentindo falta, pois o fato de fotografar o que estou vestindo me faz ter vontade de elaborar looks interessantes e criativos com o que eu tenho no armário, mas vou tentar voltar a fotografar!!

Esse look usei ontem para ir trabalhar e como vem fazendo muito frio em SP, me enchi de blusas só que acabou esquentando um pouquinho!





Editei essas fotos como o meu nariz e elas ficaram todas diferentes, mas por favor, levem em consideração que eu fiz isso tarde da noite e que eu já não estou com tanta paciência e capricho assim né, rsrsrs

Enfim! O coturno foi meu presente de Dia dos Namorados e ele virou um dos meus novos xodós!! Aquele outro da Dakota eu gostei bastante, mas acho ele muito aberto para o frio que tem feito, então preferi pedir esse para o Thiago. Ele foi R$119 reais numa loja que tem na Vila Olímpia! Nunca sei falar o nome, mas acho que é Azcalture, eles vendem a atacado também, mas ainda não perguntei onde mais tem loja deles!! De qualquer modo, ele é muito amor, pois é todo cheio de spikes pretos e eu AMO ele, por ser tão lindo e tão quentinho!!!

E então, gostaram?!

PitadaTV: TAG 50 Fatos Sobre Mim

Estou alocka dos vídeos né?!
Bom, aproveitando a boa fase, gravei mais um e achei muito divertido! Essa TAG está rolando YouTube e é muito engraçada! Espero que gostem :D


Se gostarem, deixem um joinha! E me marquem se vocês gravarem o de vocês!!
Beijos

terça-feira, 2 de julho de 2013

Pitada de Beleza: Sombra Natural Line

Toda vez que eu ouso entrar em uma perfumaria eu encontro algum produto para comprar e me apaixonar. É impressionante como nas vezes que eu entro para comprar uma lixa de unha, acontece de eu encontrar alguma maquiagem bem legal e ficar doida!

Foi assim com essa sombra singela. rs. Lembro bem de entrar na perfumaria para comprar frasquinhos para por shampoo e afins e parei na parte das maquiagens só para olhar. Vi a marca Natural Line e percebi que nunca tinha ouvido sequer falar dela. Cada sombra saia na bagatela de 5 reais. Fiquei impressionada, mas resolvi comprar só 1 para não me frustrar caso ela não fosse boa.



Eu adoro paletas de sombras, mas criei um amor incondicional pelas sombras unitárias. Elas são muito mais legais e fofas e amor que qualquer outra coisa, rsrsrs, estão escolhi uma cor que eu não tinha, vermelho! Por ser tão baratinha, acaba valendo a ousadia. O que eu gostei é que tinham muuuitas opções de cores, achei muito bacana!

Ela tem preço acessível, restava saber em relação à qualidade. E eu digo: pode investir sem medo de ser feliz, ela não tem cheio, ela é macia e muito pigmentada, não esfarela e é potente, vejam o swatch SEM primer:

aplicação com pincel para sombra fofo
Eu fico impressionada, pois ela é uma sombra muito boa para o valor que custa. Ouso dizer que gostei mais do que as sombras unitárias da Vult que eu tenho, que são ótimas, mas que foram superadas por essa, que, além de mais barata, é menos conhecida. Agora estou aqui me mordendo por outras cores, mas encontrei numa perfumaria na Lapa e não vi em nenhuma outra até agora.

Já pode ligar no distribuidor e pedir uma caixa inteira?!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...