segunda-feira, 6 de maio de 2013

Pitada de Estilo: o creeper



Bom, há alguns posts eu disse que falaria detalhadamente sobre o creeper e agora que já usei ele um bocado de vezes, vou contar o que eu achei.

Quando eu falei sobre eles aqui no blog, a quase um ano atrás, não imaginei que iria deixar de achar o modelo, como eu mesma disse, um "bonito estranho" para vê-lo como uma peça que faz sentido para min. Porque acima de tudo as coisas precisam fazer sentido para mim, para que eu possa usá-las.

Dito isso, posso contar o que achei do sapato para vocês. Resolvi fazer esse post, pois sempre que uso um sapato sinto alguma coisa no pé ou no joelho, e mesmo sendo tênis, sapatilha e afins. Imagine então com um sapato com um solado grosso e aparentemente pesado.

CONFORTO
Tecnicamente é um sapato confortável, pois, apesar da aparência pesada, ele é muito leve e não é duro. Para andar achei que ele seria escorregadio, mas ele é bem firme e mesmo desamarrado o meu pé não torceu para o lado. Outro ponto é que, com uma sola tão grossa, pensei que a pisada seria diferente e difícil, porém não achei que ele tenha "engessado" minha pisada.

APARÊNCIA
Não sei se é porque agora ele faz sentido para mim, mas tenho usado ele quase todos os dias e acho que tem completado bem o meu estilo. Engraçado que eu pensei que as pessoas na rua iriam me medir mais que o normal, negativamente (esses dias um tiozão exclamou um 'nossa senhora' com cara de desprezo quando me viu), porém percebi o oposto, mesmo não me importando muito eu percebo pessoas me medindo, acredito que por ser mais 'diferentona'.

ESTILO
Eu passei a procurar menos quantidade e mais qualidade nas minhas compras em geral. Qualidade, para mim, significa encontrar peças que vão montando o quebra-cabeças que existe aqui na minha caixola, de modo que eu não preciso ter 15 blusinhas brancas se eu encontrar a correta. Enfim, meu raciocínio lógico. Ele preencheu uma lacuna grande que existia na minha sapateira, pois eu adoro sapatos pesados e estou cansada de sapatilhas. Sem contar que muitas vezes eu também não estou animada para os tênis. Eu consegui usar jeans sem achar que estava comum e batido e esses dias, numa loja de marcas como Abercrombie, Ed Hardy e afins (estávamos comprando presente para o meu cunhado) as vendedoras super elogiaram meu estilo e adoraram o sapato. Na verdade muitas pessoas falaram dele positivamente. Senti um retorno melhor do que quando usava sneakers, por exemplo.

DOR
Meus joelhos doem normalmente, até porque eu era esportista e de uns anos para cá parei com tudo (juro que estou me esforçando para me exercitar, sinto falta), andava de skate, jogava bola e handbol e isso tudo deixou meu joelho bem gasto, porém o creeper só faz meu joelho doer quando estou sentada. Sei que parte disso é por conta da minha postura incorreta ao me sentar e também por não ficar com o pé propriamente "calçado" no chão (sempre que percebo, ele está tortinho). Acho que o fato de ter os joelhos levemente para dentro, faz com que qualquer coisa que eu use agrave algum tipo de dor. Porém não foi nada horrível como a dor que eu ficava nos joelhos após usar sneaker o dia inteiro.

PREÇO
Paguei R$99,00 em uma loja de calçados da Lapa, dessas bem conhecidas, achei curioso encontrar o sapato lá e ele ser assim, pois os mais comuns são os modelinhos mais delicados, para cair no gosto da brasileira. Achei justo por ser um modelo incomum e por ser um produto difícil de ser encontrado.

Por fim, considero uma boa compra, pois já usei bastante e já percebi que vou usar até o solado sair, rsrs Indico, caso você queira investir!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...