quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Look do dia: jaqueta de couro+coturno+meia calça+xadrez

Oi xente linda, tudo ok?
O look que vou mostrar hoje foi usado em uma comemoração de aniversário bem familiar no Bar e Restaurante Dona Felicidade (visitem, fica na Vila Romana, em frente ao Senac Tito aqui em SP, delícia de lugar, com ótimo atendimento, simpatia e cara de intimidade . Sem contar os quitutes MARAVILHOSOS!).

Estávamos comemorando o aniver da minha sogrinha, numa terça - meio de semana - mas quis ir ajeitadinha, afinal temos que aproveitar as oportunidades diferentes para criar looks mais bacanas! Comprei a meia calça numa breve passada pela loja Eskala. Me julguem, mas eu parei por lá para passar o tempo, pois o dia estava chuvoso e eu sabia que o meu ponto de ônibus estaria L O T A D O. Estava circulando entre a Pernambucanas e lojinhas da Lapa, quando entrei na escala e vi uma banquinha com meias por R$10.

Achei o preço bom, então fucei para ver o que tinha de bom ali. Tinham algumas bem bizarras, já não tinha mais da preta (também, por esse preço) e acabei encontrando essa, que é marrom. Resolvi comprar, por ser fio 70, ter uma pequena textura e porque o preço me atraiu. Não consigo pagar R$30 reaus na meia sabendo que vou estraga-la rapidinho.

Por enquanto ela está indo bem!





Acho que essa é uma opção para quem quer sair durante à noite, mas quer manter a feminilidade, afinal, se encher de casacos, calças e cachecóis, nos deixam sem forma, nem beleza, e uma saia marcando a cintura, é sempre bem vinda. Pelo menos eu acho. Queria me vestir assim mais vezes, mas o frio nunca deixa! Como sou só pele e osso, opto sempre por usar a meia-calça com uma legging e meia por baixo, isso ajuda a segurar o frio, não cria volume e possibilita o uso de saias e bermudas no frio! Por cima usei a saia que mostrei no primeiro  "Com que roupa eu vou?", lembram?

Adoro sobreposições do gênero, e vocês?

Glossário de Moda: Audrey Hepburn Parte II

Resolvi dividir o post sobre a Audrey em duas partes, para não ficar muito longo!
Continuação:
Bonequinha de luxo, um dos seus grandes marcos do cinema, foi gravado um ano e meio após sua licença maternidade, e foi pela interpretação no longa que recebeu a quarta indicação ao Oscar, vivendo a garota de programa de luxo, Holly Golightly. O divórcio veio em 1968, mesmo após tentativas de salvar o casamento com a gravação de Um clarão nas Trevas, dirigido por Mel Ferrer.


Apenas seis semanas após o divórcio, Audrey se casou com o psiquiatra Andrea Dotti, que conheceu em um iate. Seu segundo filho, Luca Dotti, nasceu em 1970, entretanto se divorciou novamente em 1980. Mas foi em 1987 que iniciou um importante trabalho: o de Embaixatriz da UNICEF. Por ser vítima da guerra e ter sido acudida com suprimentos e alimentação pela United Nations Relief and Rehabitation Administration, Audrey se sentiu em dívida com o movimento que salvou a sua vida na juventude.

Ela passou o ano de 1988 viajando entre diversos países e em 1989 participou de Além da Eternidade como um anjo, último filme de sua carreira. No decorrer dos próximos anos foram dedicados às causas da UNICEF, visitando diversos países, dando palestras e promovendo concertos e musicais.
Audrey faleceu em 1993, pouco tempo após ter sido diagnosticada com câncer de apêndice, que se espalhou pelo cólon e está enterrada na Suíça.



FILMES
1948 - Dutch in Seven Lessons (documentário)
1951 - Nous Irons à Monte Carlo
1951 - Laughter in Paradise
1951 - One Wild Oat
1951 - O Mistério da Torre (The Lavender Hill Mob)(1951)
1951 - Young Wives' Tale
1952 - The Secret People
1952 - MonteCarlo Baby
1953 - A Princesa e o Plebeu
1954 - Sabrina
1956 - Guerra e Paz
1957 - Cinderela em Paris
1957 - Amor na Tarde
1959 - A Flor Que Não Morreu
1959 - Uma Cruz À Beira do Abismo
1960 - O Passado Não Perdoa
1961 - Breakfast at Tiffany's (Bonequinha de Luxo no Brasil, Boneca de Luxo em Portugal)
1961 - Infâmia
1963 - Charada
1964 - Quando Paris Alucina
1964 - Minha Bela Dama
1966 - Como Roubar Um Milhão de Dólares
1967 - Um Caminho Para Dois
1967 - Um Clarão Nas Trevas
1976 - Robin e Marian
1979 - A Herdeira
1981 - Muito Riso e Muita Alegria
1989 - Além da Eternidade

PRÊMIOS
Oscar
1993 - Prêmio Humanitário Jean Hersholt (homenagem póstuma)
1954 - Melhor Atriz (principal) por A princesa e o plebeu
Tony
1954 - Melhor Atriz por Ondine
1968 - Prêmio especial por sua carreira
Grammy
1993 - Melhor álbum de histórias para crianças por Audrey Hepburn's Enchanted Tales (póstumo).
Emmy
1993 - Melhor performance individual num programa informativo por Gardens of the World (póstumo).
BAFTA
1965 - Melhor Atriz por Charada
1960 - Melhor Atriz por Uma cruz à beira do abismo
1954 - Melhor Atriz por A princesa e o plebeu
Globo de Ouro
1990 - Prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra
1955 - Atriz favorita do mundo
1954 - Melhor Atriz (filme dramático) por A princesa e o plebeu
SAG
1993 - Prêmio pelo conjunto de sua obra

DOCUMENTÁRIOS/BIOGRAFIAS
1987 - Audrey Hepburn: The Fairest Lady
2000 - The Audrey Hepburn Story (Filme Biográfico estrelado por Jennifer Love Hewitt)
2010 - The Magic Of Audrey Hepburn

<3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...