domingo, 22 de abril de 2012

#Repaginando o guarda-roupa em Serra Negra! quinta aquisição!


Ois, como vocês estão?

Bom, aqui em Águas de Lindóia está frio. Com tempo chuvoso. Mas tudo bem, o que importa é o descanso. E as compras, claro. Hehehe.

Viemos em família do Thiago para um hotel fazenda aqui no interioorrrr de São Paulo passar o final de semana e conhecer a cidade de Serra Negra. Eu né, porque eles todos já conhecem. Enfim, ai chegamos e estamos aqui no frio. E eu gosto de frio, então está uma delícia.

Parando o papo furado, não vim falar somente da viagem, quero mesmo é falar do delírio que é o centro comercial de Serra Negra, que aqui do lado, uns 15 minutinhos de estrada. A cidade é especialista em malhas e couro *-*, logo, as roupas têm um preço muito melhor do que em SP, pelo menos algumas.

Com o tempo melequefê do final de semana, logo que terminamos o café da manhã, decidimos as mulheres claro ir à cidade fazer comprinhas. TODAS AMA.

Meu parecer sobre Serra Negra é: MUITO AMOR. Não só pelos preços bons e peças de qualidade, mas pela cidade em si, agradável bonita, cara...Soube que é cidade de gente que tem grana, então tá, eu acredito, rsrs

A rua Cel. Pedro Penteado me lembrou muito a nossa José Paulino, do Bom Retiro, longa, estreita, com muitas pessoas e todas aquelas roupas. A diferença crucial é que a maioria das lojas são de malhas, pouquíssimas vendiam jeans e outras peças do vestuário.

Existem muitas peças que são usadas por senhorinhas, assumo, mas também tem MUITA coisa bacana e o melhor: o preço. Afinal, se não fosse isso vocês poderiam me questionar por que eu sai de SP para comprar blusa.

Bom, comprar eu não comprei, ganhei. Sim, meu namorado lindo, que sabe como eu fico quando vejo algo que quero muito e sabe como fico quando digo que não posso gastar, disse que não me deixaria ir até aquele antro do mal e não trazer nadinha para mim. Ainda bem que ele é sábio.

Chegamos e depois de algumas lojas já estava in Love com os cardigãs e pulôveres de poás e coraçõezinhos. Todos lindos e impressionantemente baratos. Na casa dos R$30 reais OS MAIS CAROS. Tudo bem que algumas lojas enfiavam mais as facas, mas se tem a opção do mais barato, e a qualidade é a mesma, nóis prefere o mais em conta.

Então foram duas blusas para inverno que eu creio que vai chegar. Um pulôver azul marinho de bolinhas brancas e um cardigã vermelho mais puxado para o vinho, pouca coisa com corações na cor bege. Sintam o amor:




Azul: R$26,50, vermelho: R$32 é de chorar não é?

E aí que eu queria dar um pulo nas lojas de jaquetas de couro e até vi uma saia que em SP não está por menos de R$100 e lá estava R$60, mas os percalços de se sair em grupo significa que você não vai a todos os lugares que quer ir. Só quando é com a Natália, ela é firmeza e vai comigo s2.

Mais uma volta aqui, outra loja ali, encontramos a tal loja de bolsas de couro que a Sogris tanto falou e fomos lá conferir os preços. Procura aqui, caça ali, encontrei bolsinhas a tiracolo, que estão tirando meu sono não é para tanto e fui fazer minha escolha.

Optei por bolsinhas menores e mais em conta não só pela economia tá, foi muito para não fazer um rombo na conta do TH, mas principalmente porque quero comprar uma bolsinha carteiro e já encontrei onde tem uma como eu quero, então preferi comprar as baratinhas para investir na bolsa carteiro, que está R$100. E que só vem para a minha vida daqui um tempo!

Peguei uma de R$12 e uma de R$25. Entrei de cabeça nessa febre do animal print, né? A de cobra as moças ainda ajustaram na hora, do jeitinho que eu quis, e tem dois jeitos de usar, de mão e tiracolo, valeu muito o investimento, não acham? A de oncinha roubou meu coração, mesmo sendo rosinha e acredito que por ser rosinha encheu meus olhos quando a vi. E aí perguntei o preço e me apaixonei de vez: R$25 por uma bolsinha de couro estilosinha mas ao mesmo tempo básica.





Eu até encontrei outras com preço bom, mais simples que essas, mas a moça não aceitava débito, só que no fundo foi bom, já que depois eu encontrei essas bem mais estilosas! Gente, não é só aproveitar o preço, é principalmente unir mais um membro para a família do seu guarda-roupa.

Até imagino minhas roupinhas conversando entre si, e os cintos fazendo fofoca sobre o meu mais novo amor, ou sobre o cinto que foi passear com a minha mãe. Tá, viajei, rsrsrs

Para mim foi só isso. Se eu tivesse analisado os preços das jaquetas, provavelmente compraria no crédito mesmo, mas a oportunidade me foi tirada, não é? Então me contentei com a pequena aquisição no inteiooorrr.

A sogra contou que vinha na cidade comprar malha para revender em SP e olha, vale MUITO à pena. O único porém é a estrada: cheia de curvas, estreita, e perigosa...

Já posso gastar todo salário que ainda nem recebi em todas as roupas lindas e baratas?!

OBSERVAÇÃO: Esse post foi escrito no sábado à noite, compreendam o tempo verbal! Também fiz comprinhas em Minas Gerais, Monte Sião! Mas essas vão ficar para amanhã, ok? Aguardem!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...