domingo, 12 de fevereiro de 2012

Os não posts do SPFW :s


Bom,

Quem acompanha o Pitada de Estilo e qualquer outro blog viu que eu nem ao menos mencionei o SPFW e vou contar para vocês.

O evento é lindo e talvez se eu tivesse ido até o Ibirapuera e fotografado os looks das pessoas e tivesse sentido o clima de glamour que todos que vão no evento sentem e querem exalar por aí, talvez eu também tivesse feito milhares de milhões de posts sobre o assunto.

Entretanto eu tenho que desabafar com o mundo que eu sou meio assim com moda de passarela. Também não sei por que. Me processem, mas esse negócio me enche um pouco o saco, sabe? Para mim, não há melhor passarela do que as ruas, do que o estilo real das pessoas. E eu sei que quando eu fizer meu curso de moda eu vou adorar fazer meus modelos para as pessoas assistirem num desfile, mas ainda sim, eu não fico mais ansiosa com os grandes eventos de moda.

Talvez tenha sido uma overdose do assunto com o TCC, ou talvez eu tenha um gosto natural por moda de rua, por estilismo. Para mim, o melhor desfile de todos é o lookbook.nu, uma rede social que tem usuários do mundo inteiro, postando seus looks e estilos. Vale à pena conferir para se inspirar e morrer com os mais variados estilos!

E vocês, ficam lendo TUDO sobre as novas coleções?

Beijo ;)

A moda é para todos - Meu relato!

TOC TOC TOC Tem alguém ai?

Oi! Tudo bom? Eu sei que dei uma sumidinha básica do blog, mas fiquei meio desmotivada pela ausência de interatividade...Sei lá, acho que não tem muita gente frequentando isso aqui né. Mas beleza. Postar me faz bem, então não vou parar né...

Chega de papo e bora falar do post...Esses tempos eu fiz uns posts sobre moda mais cabeças, voltados para comportamento, onde discuti que a moda era para todos, certo? Algumas meninas pediram, e também eu já havia comentado que faria o outro lado da história, já que eu comecei falando do Plus Size (aqui, aqui e aqui) Então vou relatar para vocês o meu relacionamento com meu guarda-roupas.

Muitas das meninas que me conhecem, sabem que eu emagreci 17 quilos e lembro que já devo ter dito isso aqui no blog, mas só depois de ver umas fotos antigas e uma recente logo em seguida que me dei conta do quanto emagreci, vejam

à esquerda, foto tirada há algumas semanas, à direita, foto tirada há aproximadamente 3 anos

De início fiquei chocada, pois não tinha me dado conta que, como muitas pessoas disseram, eu estava muito magra. E, convenhamos, todos estavam acostumados com uma Vivian, dai fiquei um tempo sumida e sequei.
Todas as pessoas perguntam o que aconteceu e às vezes eu só digo que foi a rotina intensa entre faculdade e estágio. Mas na verdade eu tive um pequeno distúrbio alimentar. Eu não tinha apetite, não sentia falta da comida, preferia pratos leves, bebia muito líquido. 

Eu vejo hoje como a forma mais natural de se fazer dieta. Não queria emagrecer, não tinha nenhum complexo com o espelho, tanto que não percebi os efeitos tão depressa. Sabia que estava magra, mas só tive aquela reação "puta que pariu, como eu emagreci" quando vi essas fotos. Ainda sobre o distúrbio, eu digo que foi um distúrbio por que eu realmente tinha problemas para me alimentar, principalmente por causa do calor, que não me inspirava muito a comer grandes pratos cheios de comida quente...Enfim.

Não vou mentir, dizendo que não gostei de emagrecer, entretanto acho que foi muito. Eu tento engordar e não consigo, então decidi que está bom ser assim por enquanto. Perdi muita roupa com essa mudança radical. Muitas eu reformei. E muitas eu tive que comprar, mesmo não ficando perfeitas. Sim, quem é muito magrinha tem dificuldades para encontrar roupas também. Perdi as contas da quantidade de peças com numeração P e PP que eu já mandei ajustar. Calças jeans também. 

O mais fácil de comprar é blusinha, mas as mais básicas. Tem umas que são dois números maiores, mas não aparentam, por ter um estilo mais "largado". E o mais engraçado é que a numeração varia com a modelagem, algo que considero totalmente errado. Afinal tenho um jeans tamanho 34, um tamanho 36 e um tamanho 38. E todos são do mesmo tamanho. Então eu não sei o que visto de verdade, por que tem modelos nessas numerações que não me servem. 

E outra coisa: antes eu tinha pernas de atleta. Jogava Handebol, Futsal, andava de Skate. Agora tenho dois palitinhos e isso não enche muito calça jeans. Outro problema. Tenho que ajustar a maior parte das minhas calças.

O último ajuste que mandei fazer foi numa jaqueta de veludo verde que tenho desde o inverno passado, que era tamanho PP e dava para usar com quatro moletons por baixo e eu ficava parecendo uma caminhoneira...


Agora ela ficou mega justinha, do jeito que eu gosto. Mas Vivis, e se você voltar a engordar? Bom, ai eu faço bazar de troca, por que também chega uma hora que a peça não te pertence mais, rs

Gente, presta atenção na finura das minhas pernas! HAHAHAHAHAHAHA Mas sabe, eu estou bem assim. Eu tive a minha fase de bundão, peitão, e agora, mesmo tudo sendo inho, eu to bem, então eu acho que DE VERDADE, a gente tem que olhar para o espelho e se gostar. Às vezes você sente necessidade de engordar. De emagrecer, de ficar sarada. Mas antes disso temos que olhar e ver se queremos mesmo isso, olhar para o lado da saúde e de si próprio. Eu gosto de comer, mas comer pouco, o suficiente. Tem gente que gosta de comer muito e isso é aceitável se isso não está acabando com sua saúde!

Por exemplo, eu vejo umas mulheres que malham e têm aqueles corpos bonitos, curvilíneos e definidos e eu até preciso pegar massa muscular por que qualquer vento me joga longe, mas eu não tenho um pingo de vontade e de empolgação de entrar numa legging e correr para a academia mais próxima! Então eu fico feliz em ser assim.

:)

Um beijo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...