domingo, 4 de dezembro de 2011

Glossário de vestuário - #1

Sim, essa sou eu com mais uma ideia. rs

Antes de dizer o que é, gostaria de me desculpar com minhas leitoras. Acho que a minha primeira semana da série "Sapato do dia" não deu muito certo, né? Mas tem uma explicação: MUITO trabalho desumano para a Vivis aqui :/ Como me debandei para a casa do Thiago nos dois últimos dias da semana útil, para descansar depois do congresso da UBES, fiquei presa nas coisas que tinha aqui, e o pior é que nem pude usar o que de fato queria.

Vou eu lá correr atrás de tudo num congresso de movimento estudantil de oxford rosinha, vestidinho retrô e tiarinha, aham claudia, senta lá!

Enfim. Para compensar, resolvi fazer a segunda semana do sapato! Até enquanto durarem os estoques :D

Vamos à ideia nova.

Resolvi fazer um glossário de roupas para todos nós. Por que? Porque sabendo as peças que existem, suas origens, suas possibilidades, podemos assim compor melhor nosso guarda roupas, tanto na hora de comprar, quanto na hora de usar.

Gostaram? Vou começar com o que tem de mais básico no guarda roupa de qualquer pessoa.


Uma CAMISETA



Essa peça além de essencial para o clima tropical em que vivemos é versátil. Na história, o primeiro registro do que mais se aproxima ao que chamamos de camiseta e usamos no dia a dia é a camisia, uma espécie de túnica, usada pelos romanos, por baixo de suas vestimentas. Por um bom tempo a camiseta e a regata eram peças "íntimas", tem noção?!


Em 1516, Michelangelo terminou a obra intitulada O Escravo Moribundo e a figura vestia uma única peça de roupa: uma regata, entretanto foi um detalhe que passou despercebido na época, apesar de ousado.
foto editada que realça cor da regata


Até o início do século 20 a camiseta era restrita à Europa e era usada pelos homens por baixo das vestimentas para protege-los do frio e da transpiração - desodorante neles minha gente - E os homens que   trabalhavam com a força bruta usavam somente camisetas para trabalhar.

Na 1º Guerra Mundial os soldados americanos ficaram impressionados com o uso de leves camisetas de algodão por baixo do uniforme dos europeus e decidiram substituir seus uniformes de lã pela peça que seria chamada de T-shirt, pelo formato em T, quando chegasse nas Américas. A partir daí a camiseta se tornou mais popular e comum quando vista em homens sem uma roupa especial por cima, mas ainda sim eram em casos extremos, como quando estavam trabalhando, ou em locais muito quentes.

A camiseta se tornou uma peça do vestuário civil graças ao cinema, com Marlon Brando e seus músculos deixados em evidência no filme Um bonde chamado desejo. Brando abriu caminho para que James Dean aparecesse em Juventude Transviada de camiseta, dando à peça um significado de contestação e rebeldia.

Marlon Brando em Um bonde chamado desejo

A indumentária só se tornou unissex na década de 60, quando recebeu as cores psicodélicas dos hippies para trazer mensagens de paz, como o "Faça amor, não faça guerra". E na década seguinte o uso das camisetas para o uso publicitário se tornou um hábito comum entre diversas empresas. Há muitos anos que a peça passou a ser uma das mais comuns do guarda roupa de qualquer pessoa.

James Dean em Juventude transviada

Brasileiros usando camisetinhas :) - hippies

psicodelia e tie die - mais tarde eu ensino!


Hoje a variedade de camisetas é interminável, ela tem variações de molde, cor, tecido, estampas e se revela como uma ótima aliada na hora de se vestir.

variedade de camisetas no formato e nas estampas

Mais modelos



Por enquanto está bom, não é? Gostaram de conhecer um pouco mais sobre a peça? Depois vou mostrar looks meus com camiseta! E suspirem de ansiedade comigo! Comprei uma câmera *-*

Bejubeju
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...